Deputados do RN votaram a favor da Reforma da Previdência ?

Ao todo, o Rio Grande do Norte possui 8 paralamentares na Câmara Federal. Desse total, cinco deputados do RN votaram a favor da Reforma da Previdência, que foi aprovada nesta quarta (10). Apenas a deputada Natália Bonavides e o deputado Rafael Motta votaram contra na Reforma da Previdência.

Foi aprovado de primeiro turno o texto-base, que muda as regras da aposentadoria do trabalhador brasileiro. O placar foi de 379 votos a favor e 131 contra. Eram necessários pelo menos 308 votos (3/5 dos deputados) para aprovar o texto. O projeto ainda poderá ser modificado, porque os deputados ainda votarão os destaques, que são pedidos feitos por deputados para votar separadamente uma emenda ou parte do texto. Eles precisam ter, também, 308 votos para conseguir mudar o projeto.

A seguir, os deputados do RN votaram a favor e contra a Reforma da Previdência:

  1. Walter Alves (MDB) – Sim
  2. João Maia (PP) – Sim
  3. Beto Rosado (PP) – Sim
  4. Benes Leocádio (PRB) – Sim
  5. Fábio Faria (PSD) – Sim
  6. Natália Bonavides (PT) – Não
  7. General Girão (PSL) – Ausente
  8. Rafael Motta (PSB)- Não

Agora o próximo passo é a votação do segundo turno, que segundo Rodrigo Maia, presidente da Câmara, pode acontecer até o fim da semana. Entre cada turno é preciso um intervalo de cinco sessões do plenário. Mas esse prazo pode ser derrubado, caso seja aprovado um requerimento pedindo isso. Após ser aprovado na Câmara, o texto vai para o Senado. Lá, passará pela Comissão de Constituição e Justiça. Não há comissão especial para analisar o projeto. Na sequência, vai ao plenário do Senado, onde também precisa ser aprovado em dois turnos, com 49 votos em cada, ou 3/5 dos senadores. Isso só acontecerá, porém, após o recesso parlamentar, que vai de 18 de julho a 1º de agosto.

O Brechando explicou o funcionamento da reforma da Previdência, que pode ser visto a seguir:

Infográfico sobre a Reforma da Previdência

Descobrindo velhos novos sons com Haynna e os Verdes

Sempre tenho um pé atrás quando as pessoas superestimam bandas, principalmente o rock, estilo que está cada vez morno. Mas, com Haynna e os Verdes me fez quebrar a cara, apesar de primeiro álbum mostrar um som tímido, mas com potencial de se tornar algo maior, que traz um pouco dos anos 60 e 70, como “O Terno” de Tim Bernardes. A banda tem como vocalista a Haynna Jaciara, natural do Piauí e também conta com Rian Sodré (baixo), Jhonata Pikeno (bateria), Daniela Vieira (teclado) e Betinho Matuszewski (guitarra). O primeiro disco da banda foi lançado no ano passado e a assessoria de imprensa me fez escutar o disco para saber a nossa opinião.

O grupo, no entanto, é natural de Brasília e está em atividade desde 2016.

A primeira faixa do disco se chama “Louca”, contendo um ritmo envolvente e muita psicodelia, a voz de Haynna é forte, bonita e com um sotaque carregadíssimo, gostoso de escutar.

As faixas a seguir trazem um releitura do que seria a Jovem Guarda, o estilo é notado não só nas frases diretas de Haynna, mas também no instrumental, porém, livre do pudor de passear também pelas ondas bregas da nossa música. Assim como qualquer banda de rock, as canções no estilo balada estão presente, como “No Canto”, “Pão de Lu/Insônia” (que tem clipe no You Tube e “Love Songs”. É um misto de nostalgia mas com contemporaneidade. Psicodelia com blues. Jovem Guarda com Tropicália.

O disco é cheio de frases marcantes, alongadas, e que o ouvinte facilmente possa se identificar.

São dez faixas que agradam todos os ouvidos que presam pelo gênero. Se você é roqueiro, escute e se revigore. Haynna e os Verdes podem ser um passeio psicodélico que fazem pelo nosso tempo; resgatando o que de melhor existe em suas influências com poesia inteligente e a importante mensagem do amor, da atitude e do respeito. As
impressões que ficam? Bom… É novo, é antigo, é contemporâneo, subversivo, nostálgico e atual.

Para ouvir o álbum completo é só clicar neste link.