Barracão de Clowns recebe peças do grupo Facetas e Mutretas neste sábado (15)

O Grupo de Teatro Facetas Mutretas e Outras vá fazer uma visita no Barracão do Clowns de Shakespeare, no bairro de Nova Descoberta. Lá, o grupo apresentará seus dois novos espetáculos no Barracão dos Clowns. Essas apresentações integram a programação do 25º aniversário do Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare e marcam também o início das comemorações dos 20 anos do Grupo Facetas. Na ocasião serão apresentados os espetáculos “Sal, Menino Mar” às 16 horas e “A Jornada de Um Imbecil até o Entendimento” às 20 horas.  As duas apresentações tem ingressos sendo vendidos a R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira). As senhas podem ser compradas pelo Sympla ou no local uma hora antes do espetáculo.

Confira as peças a seguir:

SAL, Menino Mar

Foto: Brunno Martins

Inspirados pelo livro infantil “Mar doce Lar” de Liana F. Mendes e Fernando Suassuna, que busca sensibilizar a criança sobre a pesca predatória, fauna marinha e descartes de resíduos no mar, o Grupo de Teatro Facetas criou o espetáculo “Sal menino mar”, pensando em questionar e refletir sobre o comportamento humano e suas inter-relações, meio ambiente e preservação.

Tendo como cenário a praia, o ambiente marinho e as ilhas de lixo no oceano, mergulhamos na vida do mar e nos problemas ambientais que os seres marinhos sofrem em decorrência do nosso comportamento humano de forma lúdica, leve, profunda e divertida ao mesmo tempo.

SAL é uma criança apaixonada pelo mar, vive numa prainha, passa o tempo livre na praia olhando, se banhando nas águas e conhecendo os seres que vivem no mar. Um dia ele ouve a voz de uma concha lhe pedindo ajuda, porque as profundezas do oceano estão cheias de lixo. De repente, a praia em que vive começa a ser invadida por um monte de lixo. Então, Sal o Menino Mar, para descobrir o que está acontecendo, se aventura nas águas e encontrando os seres marinhos descobre que a mudança que queremos para o nosso planeta depende da mudança de nossas atitudes na terra, no mar e, principalmente, na nossa consciência.

SERVIÇO

Sal, Menino Mar
15 de dezembro
16 horas
No Barracão Clowns
Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Classificação LIVRE

A Jornada de Um Imbecil Até o entendimento

Foto: Luana Tayze

Essa fábula teatral bem-humorada teve sua primeira versão escrita na década de 60, mas sua história continua muito atual. Movido pelo desejo de montar um espetáculo que se relacionasse com o momento de crise política que vive o Brasil, e com o entendimento de que o fazer teatral é um ato político, o Grupo de Teatro Facetas mergulha no texto de Plínio Marcos para revelar os bastidores, os conchavos, os segredos e as manobras políticas que estão por trás daqueles que exploram e iludem a sociedade para se perpetuarem no poder. Em uma realidade paralela, política e religião se unem para manter o poder na mão de seus líderes. Tudo parecia muito bem até que as coisas começam a mudar a partir da organização de seus trabalhadores.

SERVIÇO
A Jornada de Um Imbecil Até o entendimento
15 de dezembro
20 horas
No Barracão Clowns
Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Classificação 16 anos.

Uma startup que surgiu na sala de aula e hoje vale 20 milhões de reais

A Outgo é uma startup potiguar, tendo intermediado mais de 20 milhões de reais em vendas de ingressos, em apenas 4 anos de atividade. Focada na venda online de ingressos, qualquer pessoa pode acessar Outgo.com.br e escolher para qual festa, curso, palestra, etc, deseja ir.

Lá o produtor cadastra seu evento e vende seus ingressos, no qual o pagamento é feito através do Pagseguro. Fácil, não é? Mas a sua criação começou na sala de aula e passou por muitos perrengues.  Hoje tem sede própria na Av. Salgado Filho e atua também na Paraíba.

A empresa surgiu da provocativa que um professor da UFRN, lá em 2011, fez para seus alunos em um trabalho: “Como podemos empreender na Copa do Mundo de 2014?”. Lembrando que Natal foi uma das cidades-sede.

logo da empresa

Breno Fontes, na época aluno de Ciências e Tecnologia, juntamente com seus colegas do grupo, pensaram na dificuldade que os turistas e a população local teriam para buscar eventos que estivessem acontecendo na cidade durante o Mundial e decidiram desenvolver em cima disso.

Na época, os outros 7 colegas do grupo, após terem conseguido a nota, esqueceram o projeto. Porém, Breno não conseguiu esquecê-lo. Alguns meses depois, se juntou com outros amigos universitários e tocou o negócio para frente.

Porém, como todo negócio, teve seus altos e baixos. A solução sofreu 3 mudanças consideráveis para poder se adaptar às necessidades do mercado e poder sobreviver.

Durante esses anos, vieram investimentos deempresários locais na ideia, oportunidade de conhecer o Vale do Silício, incubação na Incubadora Tecnológica do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e atuação em mais de 14 estados do Brasil, entre várias outras conquistas.

Quer saber o funcionamento do site e como promover o evento? Acesse.