Bebendo e virando manchete: Como concurso de cachaça viraliza na internet

Curiosidades
Compartilhe:

Todo mundo já fez merda quando bebeu cachaça em festa. Desde fazer vexames menores e outros atré maiores, como aparecer em vários portais do Brasil após ter tido um coma alcóolico por ter participado da “Prova da Cachaça” na festa promovida pela Prefeitura da cidade. Esta história aconteceu em Rafael Fernandes, que estava comemorando a emancipação da cidade.

Dentre as atividades estava a prova, no qual quem bebebesse mais cachaça em um menor tempo possível vencia o desafio. Lembrando que o teor alcoólico de uma cachaça pode chegar entre 38% a 48%. Mostra-se que as pessoas estão enfiando o braço em formigueiro, mas segue o baile. Quem é expert em ficar bêbado sabe que beber rápido tem chance de ter problemas sérios e foi o que ocorreu.

Dos participantes, quatro homens, todos maiores de idade, foram levados ao Hospital Regional de Pau dos Ferros, município localizado na mesma região do estado. De acordo com a direção da unidade, dois pacientes estão entubados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em coma alcoólico e dois já tiveram alta. Olha o estado dos participantes:

Isto lembrou um lindo episódio de festas que participei, quando meus amigos inventaram de fazer um concurso de quem bebia mais rápidos shots de cachaça 51. Rapidamente, todos os participantes fizeram ações peculiares no resto da festa e serem levados para suas respectivas casas com bastante auxílio. Portanto, beba com carinho. É mais serguro fazer o Concurso do Peido, como fazem no verneio em Pirangi.

Diferente da nossa festa, que foi feita de forma privada e o intuito era ficar bêbado mas não chegar ao estado de perca de dignidade, o evento dos rapazes internados era promovido pela Prefeitura da unidade, mais precisamente da Secretaria de Esporte, Lazer e Cultura de Rafael Fernandes. Ou seja, dinheiro público.

E a prova viralizou na internet:

Para o G1, o portal de notícia da Globo, o prefeito da cidade, Bruno Anastácio, confirmou ao G1 que o evento é da Prefeitura, mas declarou que vai apurar a responsabilidade pela realização dessa prova, porém não confirmou se abriria um processo administrativo contra o “criador” deste desafio digno de programa do SBT.

A gincana foi divulgada no site da prefeitura e nos perfis oficiais nas redes sociais. As inscrições para as provas aconteceram na Secretaria de Assistência Social de Rafael Fernandes.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu inquérito civil para apurar eventuais atos de improbidade administrativa cometidos pelo prefeito do município de Rafael Fernandes, na região Oeste potiguar, por causa de uma gincana cultural intitulada “Prova da Cachaça”, que acabou com participantes internados em coma alcoólico. Os secretários municipais de Esporte, Lazer e Cultura e o de Assistência Social também estão na ação.

De acordo com o G1, a gincana foi promovida pela prefeitura no dia 18 de outubro. A portaria que instaura o inquérito civil foi publicada na edição desta quarta-feira (24) do Diário Oficial do Estado (DOE). No documento, a 1ª Promotoria de Justiça de Pau dos Ferros solicita ao diretor do Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade cópia dos prontuários de atendimentos dos pacientes que deram entrada no hospital no dia da gincana com suspeita de ingestão de grande quantidade de bebida alcoólica proveniente de evento realizado em Rafael Fernandes.

O MP também pede que seja informado qual estado de saúde dos pacientes quando deram entrada no hospital e qual o procedimento adotado.

O que aprendemos nesta semana é se beber, não se passe. Ou escute esta música do Joseph Little Drop, cahamada “Cachaça e Responsabilidade”.

https://www.youtube.com/watch?v=tpxUaWWgGuo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.