Tributo ao Belchior volta neste sábado em pub natalense

Cidades
Compartilhe:

Era pra ser final de temporada em julho, mas o Tributo Belchior Natal que vem ganhando cada vez mais entusiastas por onde passa, abre uma exceção na agenda e realiza show extra neste sábado (11) no Buds Pub, a partir das 22h. Entrada: R$15. O espaço é especializado em chopp artesanal e a novidade fica por conta da nova opção de petisco vegetariano.

Com novos arranjos e cores, as vozes de Analuh Soares, Laryssa Costa e Rafael Barros se apresentam individualmente, ora em dupla, ora em trio. O projeto tem direção musical do guitarrista Toni Gregório e ainda traz o baixista Betão Tavares e Anderson Melo na bateria.

Para acompanhar os maiores sucessos do compositor cearense como Apenas um rapaz latinoamericanoComo nossos pais e Alucinação, além de canções lado B do artista que todo fã ama, o Buds oferece um cardápio de petiscos exclusivos e produzidos com insumos potiguares como é o caso da prestigiada linguiça de bacon. Os chopps artesanais de produtores do RN, marca registrada da casa, completam a noite de boa música, comida e bebida.

Os vocais de Analuh Soares, Laryssa Costa e Rafael Barros dão uma nova cor ao repertório do compositor cearense.

O Buds Pub é o novo bar que fica no bairro de Capim Macio, próximo da Árvore de Natal do conjunto Mirassol, o local é conhecido por servir chopps tipicamente potiguares, produzido por cervejarias artesanais.

Não é a primeira vez que o grupo faz uma homenagem ao cantor cearense, visto que ambos participaram da homenagem feita pelo Prêmio Hangar de Música de 2016, quando celebrou os 70 daquele rapaz latino-americano, sem dinheiro no bolso, sem parentes importantes e vindo do interior.

Depois o produtor cultural, Marcelo Veni, transformou a apresentação em musical chamado “Vamos Cantar Belchior”. Dentre o repertório estavam os mais diversos sucessos do cantor, como  “À Palo Seco”, “Alucinação”, “Apenas um Rapaz Latino Americano”, “Como Nossos Pais”, “Na Hora do Almoço” e dentre outros sucessos. Lembrando que o aclamado “Coração Selvagem” completa 40 anos de lançamento no ano de 2017.

Sobre Belchior

Antônio Carlos Belchior nasceu em Sobral no dia 26 de outubro de 1946 e foi um dos primeiros cantores de MPB do nordeste brasileiro a fazer sucesso nacional, em meados da década de 1970. Belchior ganhou o primeiro lugar no IV Festival Universitário de 1971 com a música “Hora do almoço”, interpretada por Jorge Melo e Jorge Teles. Entre os seus maiores sucessos estão Apenas um Rapaz Latino-Americano, Como Nossos Pais, Mucuripe (composta junto com Raimundo Fagner) e Divina Comédia Humana.
Seu álbum “Alucinação”, de 1976, é considerado por vários críticos musicais como o mais revolucionário da história da MPB e um dos mais importantes de todos os tempos para a música brasileira. Está na lista As 100 Maiores Vozes da Música Brasileira pela Rolling Stone Brasil.
Em meados dos anos 2000 voltou a ser reverenciado pela mídia brasileira por conta de seu desaparecimento, no qual casou com Edna Prometheu, deixando de fazer shows e abandonou bens pessoais. O cantor se encontrava em Porto Alegre, onde morou em hotéis, casas de fãs e mesmo em uma instituição de caridade. No ano de 2009, ele foi encontrado pelo programa Fantástico no Uruguai, onde concedeu uma entrevista alegando que não havia desaparecido e estava preparando, além de um disco de canções inéditas, o lançamento de todas as suas canções também em espanhol.

Em 2012 ele novamente desapareceu, juntamente com a sua mulher, de um hotel 4 estrelas na cidade de Artigas, no Uruguai. Deixou para trás uma dívida de diárias, além de objetos pessoais. Ao ser identificado passeando por Porto Alegre afirmou que as noticias sobre a dívida no Uruguai não seriam verdadeiras.

Porém, o seu sumiço foi descoberto após a notícia de sua morte, quando foi encontrado no dia 30 de abril de 2017, aos 70 anos, na cidade de Santa Cruz do Sul. O governador do Ceará, Camilo Santana, decretou luto oficial de três dias, providenciando o traslado do corpo, garantindo assim, o desejo do cantor de ser enterrado no Estado do Ceará, sendo velado em Sobral, sua cidade Natal, e sepultado em Fortaleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.