Artistas de ruas, vamos grafitar Natal? Terça é último dia de inscrição do INarteurbana

Cidades
Compartilhe:

O Inarteurbana está com inscrições abertas até a noite desta terça-feira (10). O evento selecionará 10 artistas de vários locais do país e também estrangeiros  para a residência de lançamento da quarta edição do evento em Natal. Serão expostos os trabalhos baseados na arte do graffitti. Todos os artistas interessados deverão se inscrever seu currículo resumido (ou portfólio) acompanhado de três fotos em HD para inarteurbana@gmail.com.

O INarteurbana é um projeto criado em 2015, durante três anos de atividade foram desenvolvidas diversas atividades de espaços públicos através da criação e construção de espaços artísticos e de convivência no seio de comunidades desfavorecidas do território norte-riograndense, como o Passo da Pátria, na zona Leste de Natal. Além disso, foi desenvolvido um festival em 2015, INarteurbana contou com três dias de festividades: encontros, formações, feira, shows e batalha de graffite.

Dentro do Passo da Pátria, houve exposições, batalhas de graffite, oficinas de origami, de pintura, de construção, de cuidados com o cabelo (luta contra o preconceito), de colagem, de serigrafia e de palhaço, murais perenes, encontros com artistas, conferências sobre culturas urbanas e INarte Filmes (mini-festival de filmes de arte urbana).

O Passo da Pátria conta atualmente com aproximadamente 10.000 moradores. Bairro popular do centro de Natal, o Passo da Pátria costumava ser o porto da cidade. Nos anos 1950, com a chegada da linha do trem a comunidade encontrou-se completamente cortada do centro da cidade. Cercado pela linha do trem e pelo rio Potengi, a comunidade marcada por sua característica periférica, mas também pelas altas taxas de violência e tráfico de ilícitos.

Sem perder de vista as práticas urbanas, o projeto ganhou um novo formato em 2016 e multiplicou suas ações. Desde então com atividades contínuas, INarteurbana busca unir os indivíduos para construir e desenvolver atividades e ações que favorecem o encontro.

Com uma visão mais abrangente do que pode proporcionar a multiplicidade destas práticas e maior interesse no investimento de espaços públicos, as ações do INarteurbana permitirão falar de pluralidade, fronteiras, troca, internacionalização, empoderamento social, etc. Dentre os temas estão cidadania e ecologia, pois as oficina de construção serão realizadas com materiais recuperados dos próprios territórios de intervenção.

O objetivo principal do projeto é favorecer a interação entre os moradores e utilizar as iniciativas para que o projeto se desenvolva de maneira sustentável, além de realizar e multiplicar atividades culturais e animar pontos importantes da vida dos territórios (antecipadamente identificados). Com essas ferramentas, a população estará pronta para reconquistar e conectar, de maneira autônoma, os espaços físicos e sociais, mas também para acompanhar este processo.

Em Natal, foram realizadas várias atividades, como exposição na Pinacoteca do Estado e Capitania das Artes, graffiti na antiga rodoviárias de Natal e a atual Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão, bate-papo na Aliança francesa e dentre outras atividades.

Curtiu? Se inscreva no projeto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.