Sabia que IFRN fornece aulas para estudantes do presídio federal de Mossoró?

Você acredita em ressocialização, o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) abriu um projeto chamado “De Olho No Futuro”, que tem como objetivo de garantir o Ensino Médio ou Superior para os apenados do Presídio Federal de Mossoró. São 10  internos da penitenciária já fazem, à distância, o curso de graduação em Gestão Ambiental. As aulas começaram há seis meses e, por ser pioneiro, o projeto está em constante fase de adaptação. A penitenciária tem uma série de regras para garantir a segurança tanto dos apenados quanto dos trabalhadores, inclusive para manipular livros e acesso à internet.

Tudo começou quando, por incentivo da pedagoga da penitenciária, Jussara Oliveira, os detentos fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio, ainda em 2016, inscreveram as notas para o curso e foram aprovados.

Mas o que faz o  Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental ? O objetivo formar profissionais com competência para compreender e analisar criticamente as atividades tecnológicas, econômicas, produtivas e sociais que possam causar impactos ao meio ambiente, e propor alternativas preventivas e/ou corretivas, de solução e/ou de prevenção, para a melhoria e conservação da qualidade ambiental.

O papel da pedagoga da unidade prisional como intermediadora entre o IFRN e os detentos, trazendo materiais, direcionando o conteúdo e levando provas, testes e atividades. Para Jussara, a garantia de uma boa educação é uma forma de ressocializar pessoas condenadas à prisão.

Além disso, o projeto possibilida que, ao retornar à sociedade após quitar sua dívida com a justiça, os ex-presidiários tenham outras opções que não o regresso à criminalidade. Uma boa formação profissional e educacional proporciona melhores alternativas de inserção social e de remuneração, prevenindo a reincidência.

Segundo a lei nº 12.433, de 29 de junho de 2011, a pessoa que cumpre a pena em regime fechado ou semiaberto pode abater, por trabalho ou por estudo, parte do tempo de execução. Para cada 12 horas de frequência escolar ou três dias de trabalho, essa pessoa tem o direito a reduzir um dia do tempo de privação de liberdade. “Acreditamos muito, enquanto gestores e educadores, que a educação realmente é o instrumento mais eficaz de transformação social, de qualificação e inserção no mercado de trabalho”, afirmou Alexsandro de Oliveira, diretor-geral do Campus EaD do Instituto.

A parceria entre a penitenciária e o campus não é nova. Desde a criação do presídio federal, as instituições mantêm projetos voltados ao ensino dos apenados.

Aqui tem todos os detalhes do que acontecerá no Goiamum 2018

O Goiamum Audiovisual acontece entre os dias 6 e 10 de junho, no Solar Bela Vista, espaço cultural localizado no famoso corredor cultural, em frente à Capitania das Artes e por trás da Escola Estadual Winston Churchill.  A abertura oficial do festival será no dia 6, às 19h, no Jardim do  Solar Bela Vista, com a intervenção “De Olhos Bem Fechados”, trata-se de uma exibição de curta-metragem utilizando recursos acessíveis onde o público vai vivenciar sua própria experiência audiovisual.

Às 20h20, será o lançamento do curta “Arredia e Tão Só”, do diretor Augusto Luís. Realizado com recursos do Fundo Municipal de Cultura (FIC), o filme é um retrato poético da Redinha, na palavra dos poetas, pescadores e gente simples do lugar. Citando uma das passagens do filme, “o mar tem muitos caminhos e todos eles levam para onde se quer ir. O mar da Redinha parece um começo de viagem…”

Além das novas produções que estarão nos programas Nacional e Estadual competitivos e no Panaorama Baiano, entre outras mostras inéditas, o Goiamum terá pré-estreias de dois filmes potiguares e um convidado nacional. São eles o “Arredia e Tão Só” (Augusto Luís, exibido no dia 6), “Enquanto o sol se põe”, da diretora Márcia Lohss (com estreia dia 9, às 20h), e “Tropykaos”, do diretor baiano Daniel Lisboa (exibido dia 8, às 20h).

Ao completar 40 anos de sua realização, o icônico longa-metragem potiguar “Boi de Prata”, do diretor Augusto Ribeiro Junior com fotografia de Walter Carvalho, será homenageado no “Seminário Boi de Prata- 40 anos pensando o Brasil a partir do sertão do RN”. Após o encontro, haverá exibição do raríssimo filme que nunca chegou as telas comerciais. O seminário terá falas da pesquisadora Flávia Assaf, que coordena o encontro e do diretor Augusto Luís Andrade Gomes, com mediação de Fábio De Silva.

Durante quatro dias, serão exibidas mais de 80 produções, entre ficção, documentários, séries, filmes de animação e experimentais, divididos em mostras temáticas, competitivas e pré-estreias. Procurando que todas as pessoas experimentem o cinema, todas produções estarão distribuídas nos diversos ambientes do Solar: Sala fechada e climatizada para sessões especiais com audiodescrição, salas para filmes com classificações indicativas, auditório para seminário e  telão nos jardins para filmes da mostra competitiva.

A seguir a programação dos filmes que serão exibidos no Goiamum 2018:
Confira os filmes que serão exibidos no Goiamum 2018

Isto não quer dizer que os adultos terão direito, pela primeira vez haverá filmes para as crianças durante todos os dias.

A edição 2018 do Goiamum Audiovisual é realizada pela ONG Olhares e Casa de Produção, viabilizada com recursos da Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura/Governo Federal, através de edital para festivais de cinema, no qual obteve nota máxima. O festival tem direção geral de Keila Senna e consultoria do produtor William Hinestrosa. E parceria da FIERN/SESI.

Confira a programação completa

QUARTA | 06/JUNHO

19h – ABERTURA OFICIAL DO FESTIVAL GOIAMUM AUDIOVISUAL no Jardim do Solar Bela Vista

19h30 – INTERVENÇÃO DE OLHOS BEM FECHADOS no Jardim do Solar Bela Vista, com exibição de curta utilizando recursos acessíveis

20h20 – LANÇAMENTO DO CURTA ARREDIA E TÃO SÓ do Diretor Augusto Luís (RN), no Jardim do Solar Bela Vista

 

QUINTA| 07/JUNHO

9h – 11h30 – MOSTRA INFANTIL no auditório do Solar Bela Vista com sessão para autistas e crianças especiais

9h – 11h30 –  SEMINÁRIO ACESSIBILIDADE no auditório do Sesc Cidade Alta com a palestra “A Audiodescrição no Cinema”, de Bell Machado (Campinas/SP) e mediação de Jefferson Fernandes (UFRN)

10h30 – 12h30 – SEMINÁRIO ACESSIBILIDADE no auditório do Sesc Cidade Alta com a Mesa 1 “Políticas Públicas para a Acessibilidade no Audiovisual”, com Sorahia Segall (SAV/MINC),  Rodrigo Abreu (SNPD), Joiran Medeiros (SUESP), Bruna Hetzel (Funcarte) e mediação de Maryland Brito (IFRN)

 

SEXTA| 08/JUNHO

9h – 12h – REUNIÃO DA SAV COM O SEGMENTO AUDIOVISUAL no auditório do Solar Bela Vista com a presença de Sorahia Segall, representante da Secretaria do Audiovisual/MinC e gestores, produtores e realizadores do Mercado Audiovisual Potiguar e  convidados.

14h – 16h – DEBATE MERCADO no Salão Principal do Solar Bela Vista, com Isabelle Cabral (Pipa Filmes/RJ), Barbara Sturm (EloCompany/SP), Ariadne Mazzetti (Mistyka Filmes-SP) e Marcelo Ikeda (UFC/CE)

15h–18h – PANORAMA DO AUDIOVISUAL BAIANO II no auditório do Solar Bela Vista com exibição de longas e séries baianas

18h30 – MOSTRA CURTA GOIAMUM na Tela Jardim do Solar Bela Vista, etapa Programa Nacional 1

SÁBADO |09/JUNHO

9h – 12h – OFICINA CINEMA DE UMA PESSOA SÓ no Solar João Galvão, ministrada por Gustavo Spolidoro (RS)

10h – 12h – DEBATE COM REALIZADORES DAS MOSTRAS COMPETITIVAS no Salão Principal do Solar Bela Vista, com mediação de Paulo Roberto (PB) e Dan Hetzel (AACCiRN)

14h-18h – OFICINA CINEMA  DE UMA PESSOA SÓ no Solar João Galvão, ministrada por Gustavo Spolidoro (RS)

15h – 17H – ENCONTRO DOS REALIZADORES POTIGUARES no Salão Principal no Solar Bela Vista com Marcelo Ikeda (PE) e presença de profissionais do mercado local e nacional.

DOMINGO | 10/JUNHO

9h-12h – OFICINA CINEMA DE UMA PESSOA SÓ no Solar João Galvão, ministrada por Gustavo Spolidoro (RS)

10h – 12h – DEBATE COM REALIZADORES DAS MOSTRAS COMPETITIVAS no Salão Principal do Solar Bela Vista com mediação de William Hinestrosa (SP) e Dan Hetzel (ACCiRN)

13h – 16h30 – PROGRAMA ARTES VISUAIS no Auditório Solar Bela Vista com exibição de Bicho do Mundo – Uma biografia não autorizada, Diretor Guaraci Gabriel (RN), seguido de bate papo com o artista

13h – 16h30 – Livre Troca: Mostra Vídeo Art, uma mostra coletiva nacional com entrega da Coleção de DVDs e Livre Troca Funarte para os artistas visuais do RN, seguida de bate papo com a curadora Sânzia Pinheiro (Bólide/RN)

14h-18h – OFICINA CINEMA  DE UMA PESSOA SÓ no Solar João Galvão, ministrada por Gustavo Spolidoro (RS)20h – Exibição do Filme “Boi de Prata”

Exibição do longa-metragem mais importante do Rio Grande do Norte, do diretor Augusto Ribeiro Junior e fotografia de Walter Carvalho, que assina pela primeira vez a fotografia de um longa-metragem.

21h30 – Resultado da Mostra Competitiva entrega dos Troféus e Prêmios