Por que a Igreja do Galo recebe este nome?

Curiosidades
Compartilhe:

A foto acima mostra a Igreja de Santo Antônio, localizada na rua de mesmo nome, no bairro de Cidade Alta, zona Leste de Natal, mas ninguém a conhece por esse nome, só por Igreja do Galo. Por quê? Lá era realizada a Missa do Galo do Papa no dia 25 de dezembro? Não, ela recebe este nome por conta de um pára-raio de bronze com um formato de galo no topo do edifício, aqueles parecidos com o que vimos em fazendas e chácaras no interior do Rio Grande do Norte ou até mesmo em filmes, e se tornou um ponto de referência por quem trafegasse na cidade.

Foto acima do título: Lara Paiva

A história do galo de bronze, que hoje serve de referência para localização e para o nome da igreja, foi doado pelo capitão-mor da província do Rio Grande do Norte, Caetano da Silva Sanches, que tinha uma função similar ao do Governador nos dias atuais. Quando o galo é movido pelo vento é o sinal que vai chover e em qual ponto cardeal (Norte, Sul, Leste e Oeste

A Igreja e a foto do Galo, que eu achei no Google Imagens

Existem várias igrejas no interior do Brasil que tem este simpático galo no topo do telhado. A história da Igreja Católica com o animal já é antiga, uma vez que para celebrar o nascimento de Jesus, a missa do galo foi instituída no século V, rezada à meia noite do dia 24 de dezembro, tendo recebido tal nome por se dizer que na hora da celebração da Eucaristia um galo cantou fortemente anunciando a vinda do Messias.

O nome “Missa do Galo”, aquela que falei no início da matéria, teve origem no fato de Jesus ser considerado o sol nascente que veio nos visitar, clareando a escuridão. O galo lembra a mudança de atitude de Pedro quando mente para não morrer. Neste caso o galo evoca arrependimento e coragem.

A Igreja do Galo foi fundada em 1766 pelos portugueses e é conhecida por ter um altar todo escupido em madeira. Tem um estilo barroco tardio, que quer dizer que apesar da presença ainda de volutas e do frontão decorado, a presença de espaços vazios é bem mais comum na decoração da igreja, seja na sua fachada, seja na sua decoração interna. Ela possuí anexo, onde funcionou um convento que já serviu de base para os militares da cidade e hoje é onde funciona o Museu de Arte Sacra de Natal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.