Forte dos Reis Magos volta a ser administrado pelo Governo do Estado

Cidades
Compartilhe:

Após nos últimos cinco anos ser administrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional (Iphan), a Fortaleza (também conhecido como Forte) dos Reis Magos volta a ser administrado, na próxima quinta-feira (15), pelo Governo do Estado, através da Fundação José Augusto (FJA).  A transferência administrativa será feita através de um evento solene com a assinatura dos representantes dos respectivos órgãos citados.

Pelo termo de cessão do equipamento, celebrado entre a FJA e o IPHAN por um período de 20 anos, caberá ao Governo do Estado conservar o imóvel, respondendo por todas as despesas de uso, guarda e preservação, seguindo as orientações do órgão federal.

Agora o Estado será responsável pela reforma do local, que se arrasta há um bom tempo. Desde 2013 estava sob a gestão do IPHAN, a reestruturação terá obras de restauração de piso, teto e acessibilidade, através de investimentos em torno de R$ 5 milhões a partir dos recursos estaduais. O monumento é um dos mais visitados pontos turísticos de Natal. A edificação conta um pouco da história da capital e de todo o estado do Rio Grande do Norte. Construído para proteger Natal ainda na época de sua colonização, a fortificação está localizada na Praia do Forte.

A construção, que demorou 30 anos, foi concluída em 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis.

A Fortaleza foi tombada em 1949 e esteve sob administração da FJA até 2013. Uma grande intervenção para a conservação foi realizada em 2005 com recursos do IPHAN.  Em 2013 a gestão foi transferida para a União.

Durante a gestão do IPHAN, o Superintendente Regional Armando Holanda, articulou a devolução do equipamento ao Governo do RN, devido a reduzida estrutura do órgão federal para a administração da Fortaleza. Na oportunidade, o projeto de restauração estava pronto e aprovado pelo IPHAN, cujas sucessivas mudanças na direção do órgão retardaram a transferência que agora se concretiza.

1 thought on “Forte dos Reis Magos volta a ser administrado pelo Governo do Estado

Deixe uma resposta