Jornalista potiguar cria um canal no You Tube para desmistificar o câncer de mama

Quando a gente pensa em câncer, muitos associam que a nossa vida acabou e que não tem mais jeito. Porém, algumas pessoas pensam diferente e acreditam que seja um recomeço. A jornalista potiguar Ana Patrícia Furtunato (com “U” mesmo) tem 34 anos e descobriu no ano passado que estava no câncer de mama. Neste momento, ela está passando pelo tratamento e resolveu criar um canal no You Tube, em parceria com a produtora Sirguela filmes. A intenção é desmistificar a doença sem os termos técnicos e de uma maneira simples para que o povo entenda.

No primeiro vídeo, de forma engraçada e desconstruída, postado na noite desta quinta-feira (11), ela conta como descobriu a doença, sem frescura e com muito humor. Em agosto, eu foi ao médico e marcou uma ultrassom, que detectou um nódulo no seio. Então, no dia 17 de outubro, ela fez uma biopsia que detectou que era câncer. “Quando eu peguei o resultado da biópsia, estava escrito carcinoma e meu conhecimento é suficientemente grande para saber o que era. A primeira coisa que pensei foi: “Eu tomei no c…Botei o exame dentro do envelope e fui para médica”, relatou a jornalista.

O câncer de mama pode ocorrer em mulheres e, raramente, em homens. Os sintomas do câncer de mama incluem um nódulo na mama, secreção com sangue pelo mamilo e mudanças na forma ou textura do mamilo ou da mama. O tratamento depende da fase do câncer. Pode envolver quimioterapia, radioterapia e cirurgia. Geralmente, a doença ocorre entre pessoas de 19 a 60 anos.

“Gente, ficar desesperada não iria resolver meu problema e muito menos tirar o câncer”, contou a jornalista, que prometeu falar mais sobre o tratamento em novos vídeos, que está começando a viralizar.

Em entrevista ao Brechando, Ana Patrícia nos contou que fora o vídeo de estreia, já tem mais três gravados, que contam sobre algumas fases do tratamento. Atualmente, ela está passando por um tratamento de quimioterapia. A quimio é dividida em três fases, a primeira termina na próxima segunda (15). Depois fará a segunda parte do tratamento que terminará até abril e, por último, a mastectomia (a retirada da mama).

“O motivo é que eu sou aquela pessoa que você viu no vídeo e aí, muita gente disse que eu precisava espalhar essa alegria pelo mundo. E assim eu fiz. Já era um desejo antigo fazer esse canal, agora foi só um assunto a mais”.

Confira o primeiro vídeo do canal a seguir:

Próxima semana, Natal será sede de uma feira de artesanato

Janeiro é um período em que os natalenses estão dispersos em suas casas de praia no litoral potiguar. Mas o que os natalenses vão fazer? Uma das propostas é uma Feira de Artesanato, que acontece anualmente no Centro de Convenções. O nome do evento é Feira Internacional de Artesanato (Fiart), que acontece entre os dias 19 a 28 de janeiro, e está em sua 23ª edição. Neste ano, a Fiart tem como  objetivo  a valorização da cultura religiosa, promovendo o talento de artesãos desse segmento e fomentando um mercado em ascensão, uma vez que temos cidades que promovem o turismo religioso, como Santa Cruz.

A feira faz parte do calendário oficial de eventos do Estado e se consolidou como uma excelente opção de negócios, lazer e entretenimento, no período da alta estação natalense, com uma variada programação cultural, gastronomia regional e o melhor do artesanato local, nacional e internacional, no maior polo hoteleiro da capital potiguar: a Via Costeira. Juntamente com a feira acontecerá o 16º Festival Folclórico.

Reunindo artesãos de todas as regiões do país, em uma ação do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) – que destaca o artesanato brasileiro inserindo esses artesãos nos maiores eventos do artesanato no Brasil e de vários países, a Fiart é um dos principais eventos do país para valorização do artesão, apresentando-se como um espaço para o desenvolvimento e a promoção dos profissionais do setor. A organização estima receber um público de mais de 70 mil pessoas durante os dez dias de feira.

A Fiart se firmou como evento de abrangência social significativa, com a participação expressiva de artesãos de todas as partes do Brasil, apoiados pelos governos federal, estadual e prefeituras, que contam com espaços exclusivos para o fomento da atividade. A vigésima terceira edição contará com aproximadamente 300 estandes e será segmentada por categorias, em salões especiais, entre eles: arte sacra, bordados, arte popular, cerâmica, cestaria e nacional.

O Executivo Estadual, por meio da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), terá uma superestrutura para levar ao público os mais expressivos artesãos potiguares inscritos no Programa Estadual de Artesanato (Proarte).

A Fiart, organizada pela Espacial Eventos, é uma realização do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, em parceria com o Governo Federal, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RN – Sebrae – e Prefeitura do Natal. Outras informações e fotos estão disponíveis no site www.feirafiart.com.br

SERVIÇO

Feira Internacional de Artesanato – Fiart

Quando: 19 a 28 de janeiro de 2018

Local: Centro de Convenções de Natal