Grupo brasiliense fornece peça e oficina de teatro de graça em Natal

Teatro
Compartilhe:

Primeira apresentação em Natal, “Quando o coração transborda” é uma peça intimista, criada para ser representada em pequenos teatros, com músicas executadas pela própria atriz. Maíra Oliveira toca viola caipira e violão e canta em cena, num grande encontro informal com a plateia. Apresentação acontece entre os dias 05 e 06 de outubro, às 20 horas e é idealizada pelo grupo de teatro Esquadrão da Vida (DF), que desde a década de 70 atua nas artes cênicas da cidade de Brasília (DF) e é um dos grupos mais antigos em atuação no Brasil.

Fundado em dezembro de 1979, por Ary Pára-Raios, o Esquadrão da Vida foi pioneiro na abordagem de temas como o resgate e a valorização da cultura popular, a denúncia de exclusão de uma parte importante da sociedade dos espaços culturais tradicionais, a conscientização ecológica, dentre vários outros temas que ainda hoje ocupam os debates no mundo. Em sua linguagem, incorpora elementos expressivos das festas populares e de saltimbancos, como acrobacia, música e dança.

Esta ousadia, bom humor e subversão políticas tão características de Ary Pára-Raios se tornam marcas da trupe sob sua direção e permeiam os seus trabalhos mais expressivos como “Na Rua com Romeu e Julieta” (1993), “O Bicho Homem e Outros Bichos” (1994) e “Folia Real” (2001), todos apresentados por diversos anos nas ruas das principais cidades do país.

Em 2003, Ary Pára-Ráios falece e passa à filha Maíra Oliveira a tarefa de dar continuidade ao trabalho do grupo. Também inicia a sistematização do trabalho realizado pelo grupo até então, atualiza a Guerrilha do Bom Humor e passa a realizar treinamentos e ensaios regulares na tentativa de manter um grupo fixo.

Lembrando sua história no teatro, as apresentações com o Esquadrão da Vida e com seu pai, as dificuldades vividas para chegar até este momento, Maíra deixou seu coração transbordar. Em cena. A partir de textos, músicas, cartas e lembranças, Maíra Oliveira reflete sobre o ofício do ator, aborda temas intimamente ligados à sociedade brasileira contemporânea e reconstrói sua trajetória como atriz, relembrando um pouco da história do grupo Esquadrão da Vida e da relação com seu pai, o grande criador Ary Pára-Raios.

A peça estreou em 2015 com grande sucesso e depois de algumas temporadas no DF, com mais de 60 apresentações, alça novos voos com circulação nacional, ampliando seu público e divulgando a história cultural de Brasília, uma vez que é resultado de um novo olhar sobre o trabalho do Esquadrão da Vida, há 38 atrás. A atriz percebeu como sua relação com seu pai e mestre influenciava seu fazer artístico e o trabalho da trupe. E decidiu que era preciso lançar um novo olhar para o futuro, sem perder os aprendizados do passado. Reverenciar a história, sem deixar de mirar a invenção do novo.

Os ingressos gratuitos distribuídos 1h antes de cada apresentação na ABOCA Cultural, que fica na Rua Frei Miguelinho, 16, no bairro da Ribeira.

Além do espetáculo, o grupo fará a oficina “Para Aprender a Voar”, a partir das 18 horas. Será ministrada por Maíra com 12h de duração dividida em três dias (4h diárias) faz parte do repertório artístico do Esquadrão da Vida e traz, consigo, a experiência acumulada em 36 anos de atividade. Nela, o participante exercita por meio de brincadeiras e acrobacias o jogo dramático, desenvolvendo potenciais e consciência corporal, ferramenta indispensável para o trabalho do ator.

Serão ofertadas 15 vagas. Os interessados para aula deverão enviar o currículo resumido e carta de intenção – abocacultural@gmail.com.

FICHA TÉCNICA

Direção: Maíra Oliveira e João Antonio de Lima Esteves
Direção Musical: Roberto Corrêa
Roteiro: Maíra Oliveira
Atuação: Maíra Oliveira
Preparação Corporal: Daniel Lacourt
Produção: Carvalhedo Produções
Figurino: Maria Carmen
Iluminação: Marcelo Augusto
Programação Visual: Ico Oliveira
Entrada Franca
Classificação etária: 14 anos
Duração: 1 hora e 30 minutos

SERVIÇO:
Espetáculo “Quando o coração transborda” do Grupo Esquadrão da Vida (DF)
Dias: 05 e 06 (quinta e sexta)
Hora: às 20h, na ABOCA Cultural
Onde: Rua Frei Miguelinho, 16, Ribeira.
Ingressos gratuitos distribuídos 1h antes de cada apresentação

Oficina “Para Aprender a Voar”
15 vagas
Data: 09, 10 e 11.10
Horário: 18h às 22h
Carga Horária: 4 horas por dia
Oficina para maiores de 16 anos
Inscrições GRATUITAS através do envio do currículo resumido e carta de intenção – abocacultural@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.