Este FDS é a última chance de ver a exposição Falo na Galeria Câmara Clara

Cidades
Compartilhe:

Já sabe o que vai fazer neste fim de semana de feriado prolongado? O Brechando fornecerá uma dica. A exposição “falo – de quando o corpo é mais que um pedaço” do fotógrafo Paulo Fuga, chega em sua última semana na Galeria Câmara Clara, que abre de quarta a sábado, sempre das 18h às 21h30. A exposição com fotos de nu masculino que retrata a sensibilidade e individualidade dos diversos corpos retratados por Fuga.

Para quem não sabe onde fica a Galeria Câmara Clara, ela fica na Rua Missionário Joel Carlson, 1955, em Capim Macio. Fica na primeira rua depois do supermercado Extra.

Por mais de dois anos Fuga fotografou diversos homens da cidade do Natal, construindo sua pesquisa em torno do corpo masculino, descobrindo junto de outros uma forma de falar sobre esse corpo que é tão castrado socialmente.  A entrada na exposição é gratuita. Além de vivenciar as obras de Fuga, o visitante pode adquirir um Fanzine com fotos de todo o processo realizado pelo fotografo até o momento de fotografar os homens que compõem o projeto Falo.

Aqui no blog, a gente fez uma entrevista com o fotógrafo, que pode ser conferida aqui.

Mais novo espaço cultural de Natal, a Galeria Câmara Clara propõe intercâmbios entre diversas linguagens artísticas, incentivando práticas de convivência, trocas de conhecimentos e alimentação consciente. Idealizado pelo produtor cultural Flávio Rodriguez e o fotógrafo Paulo Fuga, o espaço dispõe de duas salas de exposição, sendo uma permanente para o projeto Câmara Clara – Cartografia do Afeto.

Todas as quartas-feiras, das 19h às 21h30, a Galeria abre o seu restaurante com as “Quartas Vivas”. A ideia é servir alimentação viva durante uma noite na semana, com um cardápio que muda a cada quarta. O projeto começou junto com a Alimente – Culinária Viva, e segue incentivando uma alimentação saudável, consciente, livre de produtos de origem animal e industrializados.

Para conferir o cardápio, os interessados podem entrar no Facebook do projeto, fb.com/projetocamaraclara, e reservar seu lugar na noite através do (84) 996510156 com o Paulo Fuga.

Além disso, na próxima semana, haverá diversas atividades dentro do espaço, como a nova exposição na Galeria Câmara Clara, “Me chamam de piada”, do artista Beto Leite, que conta com curadoria de Ramon Ribeiro. A vernissage acontecerá no dia 15 de setembro, às 19 horas.

Composta por sete desenhos, a série mostra estudos do artista onde a linha traduz a personalidade de pessoas anônimas observadas na rua, em páginas de jornal, ou que simplesmente surgiram em suas lembranças. Beto testa possibilidades em busca de um traço próprio, abstraindo figuras humanas depois de uma temporada de desenhos realistas.

A abertura da exposição também marca o lançamento do zine “Me chamam de piada”, exercício gráfico que despertou a série de desenhos mostrada na galeria. Com arte de Beto Leite a partir de um poema de Ramon Ribeiro, o zine reforça a parceria dos dois amigos que desde 2013 publicam experiências gráficas na cidade. A publicação e todos os desenhos expostos estarão à venda, assim como exemplares do zine “Não dê esperança aos urubus” (2014), de Ramon.

No próximo mês,  dia 14 de outubro o artista catarinense Nestor Jr fará uma oficina de aquarela para o o espaço, destinada aos artistas visuais, estudantes, designers, ilustradores e entusiastas com ou sem conhecimento básico da técnica. Para realizar a inscrição, saber um pouco mais sobre a oficina e/ou o espaço, mande um e-mail para: galeriacamaraclara@gmail.com.

A oficina acontece entre às 9h e 16h (com intervalo para almoço) do dia 14 de outubro na Galeria Câmara Clara. Estão sendo ofertadas apenas 10 vagas. O investimento na oficina é de R$ 220,00 (para inscrição até o dia 20/set) e R$ 250,00 (para inscrição após o dia 20/set), que pode ser parcelado em até duas vezes.

Nestor Jr foi criado em Penha. Mudou-se para Blumenau em 2002, onde atuou com ilustração para moda e publicidade e, com isso, vislumbrou uma maneira de trabalhar com o que gostava, o desenho. Graduou-se em Publicidade e, no último ano de faculdade, começou a expor seus trabalhos.

Morou na França, onde estudou francês e gravura. Na volta, em 2011, desembarcou direto em Florianópolis. Desde 2013, ministra oficinas de aquarela – já ensinou em mais de 40 cidades do país.

Além de Santa Catarina, já expôs em São Paulo, Curitiba, Montes Claros (MG), Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador, bem como França, Portugal e Espanha. Foi destaque em publicações na Colômbia, Suíça, Estados Unidos e Itália.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.