Estudantes fazem campanha de criar escada para Comunidade do Jacó

Cidades
Compartilhe:

Um grupo de estudantes de Direito e Arquitetura resolveu tomar uma atitude para ajudar a Comunidade do Jacó. Os discentes de Direito e Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) querem criar uma nova escada de acesso aos moradores da zona Leste da capital potiguar, mais precisamente do bairro das Rocas.

O local é rodeado por prédios de alto padrão, avenidas movimentadas, pontos comerciais, repartições públicas e pela praia.  Infelizmente, ela só é visível para contar que é uma área de risco de desmoronamento causados pelas fortes chuvas ou quando alguém morre por consequência do tráfico de drogas. Em abril do ano passado, um muro de contenção foi construído mas derrubado na primeira chuva.

Durante a Copa de 2014, o local teve 17 casas derrubadas pelas chuvas.

De acordo com o Montyrum, grupo responsável pela campanha, a comunidade é “habitada por uma média de 100 famílias, compostas por membros das mais diversas faixas etárias e que, no geral, apresentam boas relações entre si, é um espaço de relativa tranquilidade. No entanto, essas pessoas enfrentam diariamente os efeitos da inércia do Poder Público e de sua invisibilidade diante da sociedade natalense: a comunidade apresenta terrenos em áreas de risco de desabamento; grave problema de drenagem do solo em algumas de suas áreas, o que causa alagamentos e proliferação de vetores de doenças infecciosas; ausência de serviços públicos básicos e de iniciativas públicas de regularização fundiária das moradias; além de muitos outros, como o problema da acessibilidade, que é foco desta campanha”.

Mas por que instalar uma escada? Você sabe aonde fica a comunidade? Não? Tente pesquisar no Google. Não achou? Porque o acesso dela é muito difícil tanto para pedestre quanto aqueles que vão de carro. Breche o vídeo da campanha a seguir:

Como vocês viram no vídeo, é urgente necessidade de reforma da escada, que é um dos principais acesso à comunidade, e se encontra em estado lastimável, como exposto no vídeo da campanha. Na busca da efetivação do projeto da nova escadaria, é necessário o apoio financeiro externo, uma vez que se trata de uma comunidade de baixa renda e o Programa Montyrum não dispõe de recursos financeiros para tal intervenção.

Dessa forma, foi pensada a campanha para financiamento coletivo através da internet, que possui além da praticidade, um amplo alcance.

A decisão final pelo projeto de reforma da escada, aqui apresentado, foi fruto de um longo processo, com ampla participação da comunidade, desde a conversa onde surgiu a demanda até a discussão sobre as propostas de projeto. Nas últimas visitas do Motyrum à Comunidade, foram apresentados dois projetos: um de rampa e outro de escada, assim como seus respectivos prós e contras.

Assim, praticamente à unanimidade, foi escolhido o projeto de escada, que consiste na reparação e adequação do acesso atual. Além disso, foi estipulado, por profissionais da área, o orçamento de R$ 4.500,00 que inclui materiais, equipamentos e mão de obra. A proposta consiste na melhoria e adequação da escada atual aos padrões especificados pela ABNT. Para tanto os degraus serão regularizados, serão acrescentados patamar, corrimão e iluminação, proporcionando um caminhar confortável e seguro aos usuários.

O projeto quer mostrar como fica o antes e depois:

Escada do projeto e como ela está atualmente (Foto: Montyrum)

Até o momento foram arrecadados 38% dos recursos, para ajudar é só clicar neste link.

A campanha conta com o apoio da Comunidade do Jacó e do Projeto Núcleo Urbano, trazendo contribuições técnicas, estão os Projetos “Escritório Piloto de Engenharia Civil” (EPEC) e “Atelier de Projetos de Arquitetura e Urbanismo” (APAU), também da UFRN, que tem, dentre seus objetivos, a atuação junto a comunidades em situação de vulnerabilidade nas questões relacionadas à Engenharia e à Arquitetura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.