Existem pontos de coleta de lixo eletrônico em Natal

Cidades
Compartilhe:

As constantes inovações tecnológicas e o estímulo ao consumo de novos equipamentos faz com que a gente cada vez mais produza lixo eletrônico. Muita gente não sabe, o mesmo não pode ser descartado junto com o lixo comum. Isso mesmo, bateria, fios com USB, computador quebrado e dentre outros devem ser descartados em um local específico. Mas, por quê?

Muitos possuem cádmio, níquel, chumbo, mercúrio, lítio e várias outras substâncias tóxicas, cancerígenas e até letais, caso sejam absorvidas por pessoas ou animais em grandes quantidades. Além disso, com a reciclagem dos materiais promove-se a sustentabilidade e uma menor extração de um recurso finito.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU),  em uma tonelada de PCs existe mais ouro do que 17 toneladas de minério bruto do metal!!

Depois de aprovada a lei 13.576/09, que responsabiliza os fabricantes pelo descarte do lixo eletrônico, muita gente ainda não sabe o que fazer com teclados, monitores, baterias e pilhas em desuso. A ONU também relatou que o Brasil produziu 1,4 milhão de toneladas de lixo eletrônico apenas em 2014.

Isto quer dizer que na teoria os produtos ou peças eletrônicas que não não tem mais utilidade devem ser entregues nas lojas que os vendem para que sejam devolvidos aos fabricantes, que são  obrigados por lei a darem destino correto aos resíduos, ou levados para centros de triagem para serem separados e reaproveitados.

A campanha começa na próxima segunda-feira (05) e terminará na sexta-feira (9). Haverão seis pontos de coletas distribuídos nas quatro zonas urbanas de Natal. A campanha é uma parceria entre a Urbana, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a PRF.

Os locais de descarte são Unidade de Saúde da Família na zona Norte (no bairro de Lagoa Azul, no conjunto Cidade Praia), Miranda Computação da Av. Prudente de Morais, no Ministério da Fazenda na Ribeira, na Semurb em Mirassol (perto do Cei), Cemure (Cidade da Esperança, do lado da Rodoviária), Arsban (Na rua que fica a Secretária do Cei da Av. Romualdo Galvão) e a unidade da zona Norte da Faculdade Estácio de Sá.

Serão recolhidos pela Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana): televisores, computadores, teclados, placas, HDs, celulares, máquinas fotográficas, videogames, relógios, caixas de som, fones de ouvido, impressoras, monitores, mouse, mp3 e calculadora, entre outros materiais.

Veja o cartaz a seguir:

Mas se a campanha acabar e não tive tempo de descartar, o que fazer? Existem duas empresas que recolhem este lixo eletrônico, a EVS Reciclagem Digital , no conjunto Potilândia, e Natal Reciclagem, no bairro de Cidade da Esperança, onde eles retiram os lixos de suas casas e entregam para as fabricantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.