Fui em um spa para...jogar boardgame – Brechando

Fui em um spa para…jogar boardgame


Geralmente, as pessoas vão Spa para:

a) Emagrecer

b) Passar dias relaxando

c) Ter uma vida mais saudável

d) Jogar Tabuleiro

Impossível de imaginar que algumas pessoas marcariam a letra D. Mas, foi o que aconteceu em um Spa na cidade de São José de Mipibu, na Região Metropolitana de Natal, neste fim de semana, no qual fui convidada para brechar pela organização e me mostrou que é possível se divertir em um spa, ao contrário do que se mostra em alguns filmes e ainda pude admirar a vista do lugar, que já foi uma grande fazenda e hoje fica rodeada de um lago e chalés, além de ficar um pouco mais perto da natureza. Para os jogadores, foi difícil dividir o tempo entre jogar os jogos de tabuleiro e ficar admirando os serviços que um spa pode oferecer, como piscina, tirolesa, pedalinho ou caiaque. A paisagem era paradisíaca, parecia que estava em um reality show ou qualquer programa de turismo.

Piscina ou jogar? Eis a questão (Fotos: Lara Paiva)

Já falamos diversas vezes aqui no blog sobre a volta dos jogos de tabuleiro, no qual desde o final de anos 90 apareceu a safra de novas produções, principalmente vindas da Europa. Isto estimulou a reformulação de alguns selos nacionais, como a Grown, a criação de novas editoras e de brasileiros produzindo os seus próprios jogos. Sim, dentro do Spa, poderia testar algumas produções 100% tupiniquins e os protótipos.

Neste encontro, veio gente do Nordeste do mundo inteiro e foi a segunda edição, no qual a primeira aconteceu na cidade paraibana de Campina Grande. Tinha gente de Salvador, João Pessoa, São Paulo, Natal e de vários cantos do país. As atividades começaram na sexta-feira a tarde e terminou apenas no domingo. Salomão Renan era um dos organizadores do evento e contou porque é divertido participar de um Spa de Jogos.

“Queríamos reunir os amigos de todo o Nordeste em nome de um hobby que todos amam. Estou jogando desde às 14 horas de sexta-feira, já perdi a conta de quantos. Na edição passada, a gente tentou calcular quem mais jogou, mas não deu por aqui”, comentou.

O bancário Everton Monteiro resolveu participar do evento para saber por curiosidade e subiu as expectativas. “Estou achando muito legal, me divertindo bastante com as mais diferentes opções de jogos por aqui.  Cheguei imaginando uma determinada situação e mudei completamente de opinião. Foi melhor que pensava”, disse.

A Ionara Marques também veio ao evento pela primeira vez e em menos de duas horas já estava jogando. “Indo para um spa com a finalidade de jogar tabuleiro foi uma experiência divertida para mim”, afirmou.

As pessoas só paravam mesmo para almoçar ou fazer alguma atividade que estava dentro da programação, como oficina de pintura, aula de yoga ou praticar uma trilha ecológica. “O mais legal do Spa é a desconexão do barulho da cidade”, esclareceu Renan. A aula de yoga era um dos momentos que os participantes poderiam descansar o cérebro após utilizá-lo para pensar nas manobras para ganhar dos seus amigos ou desfrutar esta paisagem aqui:

Olha a vista deste lugar <3

A instrutora de yoga, Adria Melo, após fazer as suas atividades, correu para jogar tabuleiro e contou a sua experiência no blog. “Eu não tenho muito hábito de jogar, indo ao Spa é uma oportunidade para conhecer os novos jogos e uma de forma de interagir com os integrantes do grupo”, garantiu.

Teve gente que veio para Salvador especialmente para passar um fim de semana de jogatinas, como foi o caso de Rodrigo Zuzu, no qual conseguiu trazer oito soteropolitanos para Natal especialmente para isso. “Embora esteja com saudade da esposa e das crianças, que ela não pode viajar por conta do trabalho, a experiência de se reunir com os amigos que conversa na internet e poder jogar ao vivo é gratificante. A amizade no Spa pode durar pelo resto da vida”.

Além da experiência de conhecer novas pessoas e brincar com o maior número de jogos possíveis, foi um momento para conhecer novas pessoas, novos jogos e também ter uma experiência diferente no lugar aonde moro. Cheguei de manhã, após o credenciamento, fui direcionada para o salão aonde aconteciam as jogatinas. Era só olhar os jogos expostos, selecionar um ou jogar. Se não sabia ler o idioma do manual, os amigos te ajudavam para tirar as suas dúvidas de como funciona e dão dicas para os melhores lances.

As pessoas lotaram a sala aonde ficavam os jogos e estavam ansiosas para ganhar as competições e os seus respectivos prêmios. Ainda podia comprar camisetas personalizadas ou comprar aquele jogo que não conseguia comprar por conta do frete. Eles não paravam, mesmo que fosse para fazer uma entrevista.

Verdade, foi um dia único.

Confira as fotos do evento aqui:

Este slideshow necessita de JavaScript.


1 thought on “Fui em um spa para…jogar boardgame

Deixe uma resposta