Artistas Potiguares

Projeto Eu Identidade estará em exposição na Capitania das Artes

Compartilhe:

O Projeto Eu Identidade vai expor as suas atividades na Fundação Capitania das Artes (Funcarte), no qual o lançamento acontecerá na próxima terça-feira (02), a partir das 19 horas. Inicialmente, os trabalhos foram expostos no Instagram e falamos um pouco do trabalho nesta matéria. A intenção é fazer uma exposição na Fundação Capitania das Artes ainda neste semestre.

A exposição é de Natã Ferreira. Para as ações foram convidados os artistas Ivan de Melo, Maíra Sara e o cinegrafista Roger Tavares. Os integrantes podem ser vistos nesta postagem aqui:

Nestas fotos, os modelos estão coberto dos pés a cabeça. A intenção é registrar um corpo sem referência de gênero ou características físicas aparente. A ideia é que inicialmente sejam feita de forma anônima. Inicialmente, você fica querendo compreender o porquê de querer andar desta forma, mas depois que passa as fotos, logo compreende.

Lá os atores/modelos fazem uma performance teatral que é milimetricamente planejado. Para quem viu o filme de Pedro Almodovar, “A Pele Que Habito”, as pessoas criam camadas de si mesmos para esconder o seu verdadeiro eu e é isso que o projeto quer mostrar.

#euidentidade

Uma publicação compartilhada por Projeto Identidade (@euidentidade) em

Topless ao sol #euidentidade

Uma publicação compartilhada por Projeto Identidade (@euidentidade) em

Em entrevista para o Brechando, os integrantes tinham comentado que as reações foram as mais diversas possíveis. “Já fomos xingados, tem diversas reações na rua, onde a vida acontece né, nós somos um ponto de ruptura a normatividade. Uma vez até apanhei (risos). Um rapaz bateu a camisa dele na minha cabeça, mas ele estava alterado, acredito que sob efeito de psicoativos”, comentou um dos modelos na época.

Eles já fizeram diversas ações, como a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semtas), Praia de Pirangi, Passarela da Avenida Senador Salgado Filho e no ônibus 46, que vai da Ribeira até Ponta Negra. Eles também andaram no 56, que roda pela Via Costeira.

Para a equipe, cada dia foi uma ação e um diferente questionamento sobre a identidade.

Vamos saber conhecer o trabalho por completo?

Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista e publicitária formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *