Como utilizar Pokémons como garoto-propaganda de empresa

Cidades
Compartilhe:

Que tal você andar pela rua e encontra uma pseudo Pokéstop do Pokémon Go? Na verdade é uma placa de madeira em de um formato do item do jogo de celular e de quebra tem um Pikachu e um Squirtle embaixo. Este foi o caso da estudante de Tecnologia da Informação, Maíra Gomes, que estava andando no cruzamento rua João Pessoa com a Felipe Camarão, no bairro de Cidade Alta, quando encontrou esta fotografia a seguir:

A placa pertence ao banco VM Vieira, uma empresa responsável por empresto consignados e tem convênios com diversos bancos brasileiros, além de fazer diversos serviços de consultoria financeira.  Esta não é a primeira vez que eles utilizam personagens famosos como propaganda. Em junho do ano passado, o Google Maps mostrou que eles utilizaram um Minion:

Vale lembrar que na rua Felipe Camarão é terra do Estacionamento Harry Potter.

Sobre Pokémon 

Pokémon é uma franquia de mídia, no qual o enredo se concentra  em criaturas ficcionais chamadas “Pokémon”, que os seres humanos capturam e os treinam para lutarem um contra o outro como um esporte. A franquia começou com um par de jogos lançados para o Game Boy original, desenvolvidos pela Game Freak e publicados pela Nintendo. Atualmente, a franquia se estende em jogos, cartas colecionáveis, série de televisão, além de filmes, mangás e brinquedos.

Pokémon é a segunda franquia de mídia de jogos mais bem sucedida e lucrativa do mundo, atrás da franquia de Mario que também pertence a Nintendo.

Sobre Pokémon Go

É um jogo de realidade aumentada, lançado no ano passado, para celulares e utiliza GPS e câmera dos dispositivos compatíveis. Se assistiu Pokémon, sabe como é a vida de um treinador, tem que percorrer por vários lugares, ir a ginásios, além de capturar e cuidar bem dos seus Pokémons. Também permite você batalhar com outros usuários.

Os bichinhos aparecem nas telas de dispositivos como se fossem no mundo real, fazendo com que o jogo fique realmente divertido. O jogo utiliza uma mecânica semelhante ao do Ingress, também desenvolvido pela Niantic Inc. (parceira da Nintendo nessa empreitada), que utiliza o GPS do smartphone para localizar a posição do jogador, a qual consequentemente será a posição de seu personagem no mundo virtual.

Conforme o jogador anda em sua cidade, vários pokémon selvagens podem aparecer no mapa, dependendo do tipo de região em que se encontra.

Ao encontrar um Pokémon, entra-se no modo de captura no qual é necessário mirar precisamente o Pokémon e arremessar a Pokébola. E vários pontos da cidade possuem Pokéstops, onde o usuário pega diversos itens do jogo. Neste mês veio uma atualização da jogatina, onde aparece a 2ª geração de Pokémons.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.