Um nerd se candidatando ao rei Momo

Cidades Curiosidades entrevistas
Compartilhe:

A gente falou neste link que o vencedor do concurso de rei Momo do Carnaval da cidade foi um rapaz musculoso chamado Bruno Borges. O concurso, no entanto, foi uma quebra de estereótipos como o todo. O que você pensa de uma pessoa nerd? Aquele louco por jogos, quadrinhos e tecnologia, que vive em um quarto fechado sem contato com a sociedade. Errado! Nerd pode gostar de tudo isso que citei, mas também pode adorar um carnaval.

Este foi o caso de Daniel Garcia (no centro da foto acima), organizador do evento Yujô, e neste ano se resolveu se candidatar como Rei Momo.

O que era para ser uma brincadeira por conta do seu peso, virou uma desconstrução bacana para ele sobre a folia de momo, visto que ele se divertiu bastante no dia do concurso. O Brechando lhe entrevistou para saber um pouco mais desta sua vida carnavalesca.

Tudo começou quando a equipe do Yujô foi contratada para fazer a organização do bloco Cosplay. A primeira desconstruída foi que ele nunca tinha participado de eventos de carnavais e montar um bloco lhe deixou animado, fazendo com que ele se inscrevesse para o concurso.

“O Carnaval e o Cosplay representa a união de seguimentos culturais semelhantes, porém, ao mesmo tempo distintos. Acabei me animando com o clima carnavalesco (nunca tinha participado de nada relacionado antes) e queria entrar de vez nesse “novo horizonte”. Aliado a minha dieta pessoal pra perder peso. Ou seja, não teria mais a barriga digna de Rei Momo no futuro, resolvi, então me candidatar à Rei Momo”, contou.

Daniel Garcia com os trajes de Rei Momo

Ao ser questionado se ele imaginava que faria esta atividade algum dia, ele prontamente respondeu: “Pense em algo que eu jamais imaginaria que eu ia fazer, era ser Rei Momo (risos)”.

Daniel foi disposto a participar e ensaiou passinhos de carnaval através de vídeos, recebeu orientações e contou com o apoio dos amigos. Além disso, ele recebeu ajuda dos concorrentes, que lhe deram bastante apoio (Portanto, nada de sabotar o coleguinha).

“Apenas dois dias, fui no Youtube procurar tutoriais de samba e frevo e fiz o que deu para fazer para um cara gordão que nunca dançou esses estilos. Minha esposa ajudou bastante também”.

Apesar de ter ido na brincadeira, no dia da competição ficou bastante nervoso, principalmente por não ter tido grande experiência no mundo da dança, porém os competidores davam mensagens de apoio e torcida ao jovem iniciante.

“Eu pensei que o povo ia me zoar bastante! (risos). Para minha surpresa, tanto meus amigos, familiares e gente que eu nem conhecia estavam torcendo muito por mim”, relatou.

Mesmo ter perdido para o Rei Momo Fitness, ele ficou muito feliz e reconheceu o talento do jovem rapaz. “Saí de lá muito feliz e me diverti bastante”, contou.

Agora, o seu próximo passo é terminar de organizar o Bloco do Cospaly, que já falamos por aqui no blog. Como vai funcionar este esquema? A galera pode fazer cosplay do que quiser desde os mais simples até o mais complicado. Se não tem dinheiro e muito menos grana para conseguir, pode fazer aquele cospobre, o famoso cosplay feito de forma improvisada e de qualquer jeito.

O evento vai acontecer no domingo de carnaval, 26 de fevereiro. Este é o primeiro bloco de carnaval com a temática cosplay. O pessoal vai sair da Praça das Flores, às 16 horas, e andar até a Praça Cívica, previsto às 18 horas, onde o evento começa para valer. Além disso, vai ter concurso de Cosplay (desfile e livre, que o candidato tem que fazer uma performance do seu jeito), Cospobre e Animekê, o karaokê das músicas orientais famosas entre os nerds.

Ainda vai contar com premiação e Daniel vestido novamente de Rei Momo. “Pode avisar que estarei de novo de Rei Momo”, finalizou a entrevista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.