Você gosta de catuaba? Explicamos como ela se popularizou

Curiosidades
Compartilhe:

Foto da catuaba acima do título: Lara Paiva

Carnaval chegando e serão momentos que beberei a Catuba, bebida queridinha das festas, principalmente nas festas dançantes que o público-alvo são os alternativos. Numa festa recente que fui, eu vi que de cada 10 pessoas que estavam na fila do bar, 8 estavam pedindo um copo de catuaba. As pessoas tentam entender a popularização, visto que ela é conhecida por ter um nicho próprio.

Antigamente, quando se falava de Catuaba pensava numa bebida muito barata, que misturava com cana e um planta que tinha o mesmo efeito do viagra, conhecida nas festas de forró e da banda de forró “Catuaba com Amendoim”.

É muito comum, agora, ver gifs relacionados à bebida, como este vídeo da Raposinha Sapeca a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=v3zl_ficJwk

Ou este clipe da Aretuza Love:

Mas, quais são as qualidades da Catuaba? Esse gif explica bem direitinho:

Agora vamos explicar o porquê dela ter sido tão popularizada neste último dois anos, principalmente no carnaval de São Paulo e agora promete ser a bebida do verão 2017. Neste período, a Catuaba é responsável por 40% da venda das bebidas do grupo Arbor. O sucesso desta bebida se popularizou com a expansão da marca Selvagem, que foi criada no estado do Rio de Janeiro, no ano de 1992. O nome é uma homenagem ao filme Instituto Selvagem, aquele conhecida pela famosa cruzada de perna de Sharon Stone.

Ela é diferente das outras catuabas que são feitas de cana de açúcar, pois ela é feita à base de vinho tinto, enriquecida com extrato de Catuaba, Marapuama e Guaraná. A Selvagem é a mesma fabricante da cerveja Therezópolis, que é uma das cervejas populares mais caras.

A fabricação dela acontece no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A unidade gaúcha processa a uva e a vinifica, enquanto a fluminense elabora e envasa os produtos e serve de centro de distribuição e de base administrativa do grupo.

Na região Norte e Nordeste, a catuaba é uma árvore pequena e vigorosa, que produz flores amarelas e cor-de-laranja, e pequenos frutos ovais, amarelados e não comestíveis. A planta cresce ao norte do Brasil, mais precisamente na floresta amazônica. Ela pertence à família Erythroxylaceae. A bebida é preparada com os ramos, a casca da raiz e folhas da planta. Com efeitos a longo prazo, além de aumentar a libido, a planta estimula o sistema nervoso central, é usada contra insônia, nervosismo e melhora a memória. Por isso, as pessoas enlouqueceram pela bebida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.