Cidades Curiosidades Rolé

Dois museus do RN são considerados melhores da América Latina

Compartilhe:

Por trás do Centro de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), existe o Museu de Ciências Morfológicas, também conhecido pela sigla MCM. Recentemente, o Guide Centres and Science Museums in Latin America and the Caribbean lhe incluiu como um dos mais importantes do ramo na América Latina. Eles

Foto acima do título: Anastácia Vaz

Este guia, que tem publicações tanto em espanhol quanto em português (clique aqui para baixar o PDF), é considerado um dos guias mais importantes da América Latina, no qual eles divulgam os 470 melhores museus que tem a ciência como o principal assunto. É o resultado da Redpop, Oswaldo Cruz e a Unesco.

O MCM possui um importante acervo de Anatomia Humana com representações de peças de todos os sistemas do corpo humano, bem como o desenvolvimento embrionário. Além disso, há outras atrações.

Também são desenvolvidos projetos de extensão, coordenados por professores do Departamento de Morfologia, tais como: Museu Itinerante de Morfologia: Levando Ciência ao RN; Brinquedos e Brincadeiras no Museu de Ciências Morfológicas da UFRN; Desvendando os mistérios do desenvolvimento embrionário; O museu de Ciências Morfológicas vai ao Parque da Cidade e Histologia: proximidades e assimetrias concretas entre a ciência e a arte.

O Museu existe há 12 anos e antes possuía três órgãos museais: Anatomia Humana “Prof. Hiran Diogo Fernandes”, Anatomia Comparada e Museu do Mar “Onofre Lopes”, que durante muitos anos desenvolveram um importante trabalho de divulgação cientifica na área de ciências biológicas.

No ano de 2005, alguns professores, que desenvolviam atividades nesses museus, elaboraram o projeto de criação do MCM.

Mesmo antes da conclusão do novo prédio, a equipe do MCM iniciou suas atividades de divulgação científica, atendendo escolas ainda no Museu de Anatomia Humana, mas principalmente por meio de exposições itinerantes, uma delas é na CIENTEC, a feira de ciências da universidade e é aberta para a comunidade.

O museu ainda funciona como um laboratório para os professores da UFRN, que o utilizam nas aulas práticas de suas disciplinas e também no desenvolvimento de pesquisas. O MCM funciona de segunda à sexta-feira nos horários de 7:00 -12:00h e 13:00 -17:00h. As visitas devem ser agendadas com antecedência pelo telefone (84) 3342-2483.

Além do MCM, outro museu potiguar, também vinculado à UFRN, é considerado o melhor da América Latina, o Museu Câmara Cascudo, que fica na Avenida Hermes da Fonseca. O Museu Câmara Cascudo foi fundado, em 1961,como Instituto de Antropologia, por iniciativa do então reitor Onofre Lopes e dos professores Luís da Câmara Cascudo, José Nunes Cabral de Carvalho, Nivaldo Monte e Veríssimo de Melo.

Museu Câmara Cascudo também é considerado um dos melhores da América Latina (Foto: G1)

A ideia inicial era formar, na universidade, um grupo de trabalho interessado no estudo de algumas áreas ainda pouco exploradas no estado, como a paleontologia, a geologia do quaternário, a antropologia cultural e a arqueologia.

O museu presta serviços científico-culturais à comunidade local e aos visitantes de outras localidades, por meio de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como pelo atendimento ao público em suas exposições. Seu acervo é formado, principalmente, por coleções arqueológicas, geológicas e paleontológicas.

A visitação também funciona com agendamento, de terça a sexta (9h00 às 12h00/13h00 às 17h00). Para reservar, tem que mandar o e-mail para educativo.mccufrn@gmail.com.

Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *