Graffiti e barcos são cenários para exposição em Ponta Negra, a praia

Dia 2 de fevereiro é dia de Iemanjá e também da Exposição ao Mar, onde jangadas e barcos grafitados deixarão a praia de Ponta Negra mais bonita e colorida. O evento começa às 10 horas. A intenção é integrar as artes visuais e a pesca artesanal.

Também haverá uma apresentação do Coco de Roda no pé do Morro do Careca, um dos cartões postais de Natal.

Foto: Sei que sou Mar – Exposição ao Mar

O trabalho conta com Nsaa Sepow, Carlos Toni, Pedo Ivo e Bia Rocha. Tudo começou quando os dois primeiros citados estavam vivendo na Vila de Ponta Negra e se integraram a a comunidade de pesca. A intenção é unir o melhor da arte urbana e da arte da pesca artesanal.

Nesse período, eles pintaram as velas dos barcos, chamando atenção de quem visita para o passeio de jangada ou a compra de peixes fresquinhos deixando ainda a enseada mais colorida. Confira o teaser a seguir:

O projeto tem como objetivo integrar a arte contemporânea do graffiti com a cultura tradicional da pesca e dessa interlocução grafitar as velas dos barcos dos pescadores da Vila de Ponta Negra realizando uma exposição ao mar.

De acordo com o site da exposição, o graffiti é um fenômeno presente nas cidades contemporâneas, como cultura de rua tem ganhado visibilidade e espaço no mundo da arte. Essa conquista é fruto do trabalho de grafiteiros e grafiteiras que enriquecem a paisagem urbana, com cores, formas e personas. Fazendo da cidade um espaço de fruição das artes visuais.

Além disso é uma forma de homenagear aqueles que ainda trabalham com pesca artesanal. A escolha por Ponta Negra foi do bairro ser utilizado como lar para esses pescadores.

O projeto foi financiado pelo Fundo de Incentivo à Cultura (FIC), da Fundação Capitania das Artes (Funcarte).

Já tentou pesquisar hoje pelo nome do Aeroporto de Natal?

Você já tentou pesquisar no Google o nome “Aeroporto de Natal”? E “Aeroporto Aluízio Alves”?  Faça isso rapidinho, se está com preguiça a gente vai dedurar logo através deste print a seguir:

Nome do antigo, mas foto e localização do atual

Alguém deve está com muita saudade do Aeroporto Augusto Severo que era mais próximo da casa dele e que fez alterar o nome do atual aeroporto.

E olha que a gente usou o Bing para saber se alguém está fazendo isso com todos os sites de busca, mas aqui está com o nome do atual do terminal aéreo: Governador Aluízio Alves.  Confira o print:

Ninguém sabe que fez isso no Google se foi algum funcionário ou usuário gaiato que queria tirar onda com o local, visto que os usuários podem mandar localizações de determinados lugares.

Sobre o Aeroporto Aluízio Alves

Inaugurado em 2014, fica em São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal e fica a 24 quilômetros do centro de Natal e a 36 quilômetros da Praia de Ponta Negra, onde se concentra a maior parte da zona hoteleira da capital potiguar. É administrado pelo Consórcio Inframérica, o mesmo que administra o de Brasília.

É conhecido por ser o primeiro aeroporto privatizado do país.

Sobre o Aeroporto Augusto Severo

Fica em Parnamirim e perto da Base Área de Natal. Desde que o Aeroporto Aluízio Alves entrou em operação, este é utilizado para fins militares. Fica localizado a seis quilômetros da zona Sul de Natal. O nome é uma homenagem ao Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, aviador que morreu em um acidente de balão na França no ano de 1902.

Inaugurado durante a Segunda Guerra Mundial,  o objetivo inicial era preparar uma base para operações de uma unidade tática para os Estados Unidos para que pudesse enfrentar qualquer ameaça à segurança do hemisfério ocidental, servindo de base de apoio às forças aliadas.

O último voo comercial que foi no dia 31 de maio de 2014, às 6:20 da manhã, para Maceió pela Azul.