13 13America/Bahia dezembro 13America/Bahia 2016 – Brechando

Trairi e Seridó poderão apreciar o audiovisual potiguar neste FDS

Cinemas no Rio Grande do Norte conta-se nos dedos e só tem em Natal e Mossoró, as duas maiores cidades do estado. Sabendo disso, o projeto Trinca Audiovisual, neste fim de semana, entre os dias 16, 17 e 18 de dezembro, mostrará 16 produções audiovisuais foram selecionadas para compor a mostra que passa por Currais Novos, Caicó e Santa Cruz.

Nesta edição, a entrada é colaborativa, no esquema “Pague Quanto Puder”.

O projeto Trinca Audiovisual é organizado por produtores independentes e parte da bilheteria é revertida aos realizadores cujos filmes são exibidos, como forma de promover a sustentabilidade do setor.

Além disso, em cada cidade será exibido uma produção local. Saiba quais foram os selecionados:

Não se Mexa, Peter! (Fic, 6 min, 2016, dir. Lucas Lopes) – Currais Novos

Rascunhos (Doc, 3 min, 2016, dir. Jefferson Dutra, Odilon Lima, Nicácia Driele, Raildon Lucena) – Caicó

Qual será a agenda de exibição?

Em Currais Novos a exibição, que acontece na sexta (16), começa às 19h30 no Salão da Prefeitura Municipal, e conta com o filme local “Não se Mexa, Peter!”, uma ficção de 6 min, dirigida por Lucas Lopes. Na parte local terá o “Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor”, de Henrique Arruda e mais duas produções.

Em Caicó a mostra acontece sábado (17), às 19h30, no bar Extensão Lounge 23, e também terá um filme local em destaque na mostra Curta Local. O documentário “Rascunhos”, de 3 min, foi dirigido por Jefferson Dutra, Odilon Lima, Nicácia Driele e Raildon Lucena.

Santa Cruz é a última cidade a receber a itinerância do projeto Trinca Audiovisual, no domingo (18), às 18h30, os filmes “Sêo Inácio”(ou o Cinema do Imaginário, Doc, 13min, 2014, dir. Helio Ronyvon), “O Menino do Dente de Ouro” (Fic, 14 min, 2014. Dir: Rodrigo Sena) e “José Bezerra” (Doc, 12 min, 2015, dir. Pedro Medeiros) compõem a Mostra Trinca.

Currais Novos

Caicó

Santa Cruz

Onde: Sexta-feira (16/12) | 19h30 | Salão da Prefeitura de Currais Novos
#CurtaLocal

Não se Mexa, Peter! (Fic, 6 min, 2016, dir. Lucas Lopes)

#MostraTrinca

Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor (Fic, 15min, 2015, dir. Henrique Arruda)
José Bezerra (Doc, 12 min, 2015, dir. Pedro Medeiros)
O menino e a caixa misteriosa (Fic, 8min, 2015. Dir: Leonardo Maximiano e Andriele Torres)

#MostraDrops

Se essa rua, se essa rua (Animação, 3 min, 2015, dir. Paula Vanina)
Pregobol (Fic, 1min, 2015, dir. Helio Ronyvon)
A Viúva Machado (Animação, 1min, 2015, dir. Renan Aires)

Onde: Sábado (17/12) | 19h30 | Extensão Lounge 23
#CurtaLocal

Rascunhos (Doc, 3 min, 2016, dir. Jefferson Dutra, Odilon Lima, Nicácia Driele, Raildon Lucena)

#MostraTrinca

Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor (Fic, 15min, 2015, dir. Henrique Arruda)
Três Vezes Maria (Fic, 18 min, 2014, dir. Marcia Lohss)
Sêo Inácio (ou o Cinema do Imaginário) (Doc, 13min, 2014, dir. Helio Ronyvon)

#MostraDrops

Domerina (Doc, 1 min, 2015, dir. Raildon Lucena)
Lugar com Sol (Animação, 2 min, 2015, dir. Rebecca Pelágio)
Pedro (Doc, 2 min, 2015, dir. Pedro Borges)

Onde: Domingo (18/12) | 18h30 | Casa de Cultura Popular de Santa Cruz

 

 

#MostraTrinca

Sêo Inácio (ou o Cinema do Imaginário) (Doc, 13min, 2014, dir. Helio Ronyvon)
O Menino do Dente de Ouro (Fic, 14 min, 2014. Dir: Rodrigo Sena)
José Bezerra (Doc, 12 min, 2015, dir. Pedro Medeiros)

#MostraDrops

Half a Loaf! (Animação, 2 min, 2015, dir. Fernando Telles)
Rastro da Flor (Fic, 1min, 2015, dir. André Santos)
O Vampiro de Mãe Luiza (Animação, 4min, 2016, dir. Heloisa Caravina)

Confira os filmes que serão vistos a seguir e suas respectivas sinopses:

Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor (Fic, 15min, 2015, dir. Henrique Arruda)

ainda-nao-lhe-fiz-uma-cancao-de-amor_dir-henrique-arruda

O filme narra a história de Greg e Alessandro, um casal que se conheceu na boêmia natalense. Um é fotógrafo, outro é músico. Um deles precisa ir embora. Mas, o filme mostra que os dois estão no quarto com o sentimento de culpa e nostalgia do que passaram nesses anos juntos.

Aonde será exibido: Currais Novos (16/12) e Caicó (16/12).

José Bezerra (Doc, 12 min, 2015, dir. Pedro Medeiros)

josebezerra-still-7-1

O diretor Pedro Medeiros realizou um mergulho no profundo sertão potiguar no encalço do fotógrafo etnográfico José Bezerra em busca do humano oculto na mata.

Aonde será exibido: Currais Novos (dia 16/12) e Santa Cruz (dia 18/12).

O menino e a caixa misteriosa (Fic, 8min, 2015. Dir: Leonardo Maximiano e Andriele Torres)

cena-do-filme-mostra-2015

O curta metragem “O Menino e a Caixa Misteriosa” produzido pelo coletivo Nós do Audiovisual. O curta metragem traz a história da chegada da TV em uma comunidade de São Miguel do Gostoso, a descoberta da “caixa” que emitia sons e imagens traz uma série de descobertas que misturam drama e comédia.

Aonde será exibido: Currais Novos (16/12).

Três Vezes Maria (Fic, 18 min, 2014, dir. Marcia Lohss)

É a primeira produção do Caboré Audiovisual, que conta a história de três Marias (Aparecida, Apolônia e das Dores) que vivem em um cabaré no interior do Rio Grande do Norte, no qual narra os seus dramas e suas rotinas.

Aonde será exibido: Caicó (17/12).

Sêo Inácio (ou o Cinema do Imaginário) (Doc, 13min, 2014, dir. Helio Ronyvon)

1800172_1439767536258317_1135967687_o

O que é a memória para alguém que já viveu e já viu muitas vidas nas telas? “Sêo Inácio (ou o cinema do imaginário)” conta um pouco da vida de Inácio Magalhães de Sena, cinéfilo potiguar que já assistiu a mais de 20 mil filmes e alia sua sabedoria a uma vivacidade intensa. Foi a primeira produção potiguar a participar do Festival de Gramado.

Aonde será exibido: Caicó (17/12) e Santa Cruz (18/12).

O Menino do Dente de Ouro (Fic, 14 min, 2014. Dir: Rodrigo Sena)

foto-divulgacao-2

O curta-metragem conta a história de Wesley, 12 anos, que na ida para o colégio acaba se envolvendo em uma trama perigosa e lucrativa.

Aonde será exibido: Santa Cruz (18/12).

Mostra Drops

São filmes com duração máxima de cinco minutos que serão exibidos em todos os dias do evento. Confira os trabalhos que serão divulgados no Trinca:

Se essa rua, se essa rua (Animação, 3 min, 2015, dir. Paula Vanina)

Pregobol (Fic, 1min, 2015, dir. Helio Ronyvon)
A Viúva Machado (Animação, 1min, 2015, dir. Renan Aires)
Domerina (Doc, 1 min, 2015, dir. Raildon Lucena)
Lugar com Sol (Animação, 2 min, 2015, dir. Rebecca Pelágio)
Pedro (Doc, 2 min, 2015, dir. Pedro Borges)
Half a Loaf! (Animação, 2 min, 2015, dir. Fernando Telles)
Rastro da Flor (Fic, 1min, 2015, dir. André Santos)
O Vampiro de Mãe Luiza (Animação, 4min, 2016, dir. Heloisa Caravina)

O que aposto de legal na edição do Flin

O Festival Literário de Natal (Flin) acontece nesta semana em Natal. A partir da quarta-feira (14), a Praça Augusto Severo, no bairro da Ribeira, estará cheia de escritores e amantes da literatura. Dentre os artistas confirmados estão Március Cortez, Marina Colasanti, Woden Madruga, Tácito Costa, Mário Ivo Cavalcanti, Marco Lucchesi, José Paulo Cavalcanti (autor de “Fernando Pessoa, uma quase biografia”) e Ignácio de Loyola Brandão.

Além disso, haverá apresentação dos artistas Raimundo Fagner, Zeca Baleiro, Virgínia Rodrigues e Moraes Moreira.

Essas são as minhas apostas das coisas interessantes para brechar no festival:

abertura com moraes moreira

moraes

Como o tema deste ano é cordel. Vale a pena chamar Moraes Moreira, que é uma figura carimbada nos eventos da Prefeitura do Natal e membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Moraes já tem livro lançado na área e fará um recital na Tenda dos Autores, com Ivanildo Vila Nova, durante o Encontro de Cordelistas e Festival de Violeiros, a partir das 17h da quarta-feira (14).

marina colasanti

marina-colasanti8

No ano passado, a poeta Marina Colasanti não pode comparecer no Flin. Mas, neste ano, ela participará, nesta quinta (15), em um debate com Március Cortez e Tácito Costa, editor do site Substantivo Plural.  Ela nasceu na Itália e mora no Brasil desde os 11 anos. No Brasil estudou Belas-Artes e trabalhou como jornalista, tendo ainda traduzido importantes textos da Literatura italiana.

Como escritora, publicou 33 livros, entre contos, poesia, prosa, literatura infantil e infanto-juvenil. Seu primeiro livro foi lançado em 1968 e se chama “Eu sozinha”. Seu livro de contos “Uma ideia toda azul” recebeu o prêmio “O Melhor para o Jovem”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

bate-papo com fagner

fagner

Um dia após a sua apresentação, o cantor Fagner fará um bate-papo na sexta-feira (16) juntamente com os escritores Woden Madruga, Alex Nascimento, Mário Ivo Cavalcanti, Marco Lucchesi e José Paulo. Dentre os assuntos que poderão a ser discutidos estarão boêmia, literatura e música, algo que fez parte da carreira do compositor e músico cearense.

Com certeza um dos assuntos abordados na mesa será Ferreira Goulart, poeta que escreveu “Borbulhas de Amor”, um dos sucessos do cantor e que faleceu recentemente.

Cordel e apresentações orais

maxresdefault-19

Em 2014 o tema era quadrinhos e Moacir Cyrne. O tema do ano passado foi o centenário de Djalma Maranhão, criador do programa de alfabetização “De Pé No Chão Também Se Aprende A Ler”. Agora, neste ano falará sobre Cordel, gênero literário bastante conhecido na região Nordeste, principalmente no Sertão, e é importante tanto na literatura oral quanto na escrita.

Na quarta-feira (14), a partir das 9h30, acontecem espetáculos lítero-musicais e apresentações, seguido de palestra com Geraldo Maia sobre a “Erudição dos poetas populares”.

Haverão diversas atividades voltadas ao sertão, como a apresentação do espetáculo “Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada”, com o músico Caio Padilha, na quinta-feira (15), em duas sessões, às 8 e 13 horas.  Na sexta-feira (16) haverá contação sobre histórias nordestinas com José Acaci, às 10 horas.

Não podia falar de cordel no Rio Grande do Norte sem citar Paulo Varela, que é um dos grandes incentivadores da literatura, no qual no último dia do Flin (17) fará uma palestra sobre o asunto.

lançamentos

_dsc0062

Durante o Flin, haverá um dos estandes das principais editoras de livros da cidade, entre elas o Sebo Vermelho e a Jovens Escribas e Cooperativa Cultural da UFRN. Dentre os lançamentos estão o novo livro de Patrício Jr, do selo Jovens Escribas, chamado “Absoluta Urgência de Agora”, que será lançado nesta sexta-feira (16), às 19 horas. Ele foi o primeiro escritor do selo a publicar um romance e fazia sete anos que não lançava alguma novidade.

Neste trabalho, Júnior mostra uma relação de amor relatada pelo protagonista em relação com seu ex, a quem chama sempre de B*****.  Praticamente, uma DR literária.

Audiovisual

133457
Abraço de Maré, um dos filmes que serão exibidos no FLIN

O audiovisual está associado a literatura. O filme aparece nas telonas a partir de um roteiro escrito no papel. Por isso haverá exibição de produções potiguares. Que faz parte da programação da Mostra Sesc de Cinema Potiguar. Ela funciona em duas sessões: uma acontece às 10 horas e outra às 15 horas. Confira os filmes que serão exibidos:

O menino do dente de ouro  (RN, 2014, ficção, 14’42”)

Direção: Rodrigo Sena

Classificação indicativa: 10 anos

Sinopse:

Na ida para o colégio, Wesley, 12 anos, acaba se envolvendo em uma trama perigosa e lucrativa. Abordando o limiar da essência de uma criança e o despertar para a juventude, apresentando atalhos e oportunidades na vida de um jovem de periferia.

Operação plástica com Flávio Freitas (2011, documentário, 10’51”)

Direção: Carito Cavalcanti e Joca Soares

Classificação indicativa: livre

Sinopse:

A aventura solitária e bela do artista plástico Flávio Freitas no seu cotidiano de trabalho. O Artista em seu ateliê. O Artista na intimidade. O pensamento do artista: o processo criativo, o desenho de observação, a disciplina diária, criar e vender, a história do ateliê da Ribeira, a espiritualidade.

Abraço de maré (2013, documentário, 16’10”)

Direção: Victor Ciriaco

Classificação indicativa: livre

O dia a dia de quem mora em um centro urbano é sempre atribulado no meio disso tudo, cinco pessoas vivem na mais pura sintonia entre a natureza e a cidade. O filme trás para a tela a história de vida de uma família que vive às margens do Rio Potengi.

Além disso, acontece o lançamento e bate papo com os produtores do curta “Mar de Zila”, premiado no Edital Cine Natal 2014, promovido pela Prefeitura do Natal.

música

zeca-0436c_rama-de-oliveira730

No encerramento de um dia do Flin acontece apresentações musicais gratuitas. Na quinta-feira (15) haverá uma apresentação do Fagner. No dia seguinte, um pocket show com Virgínia Rodrigues e, no último dia, Zeca Baleiro para animar os natalenses.

ignácio loyola de brandão encerra o festival literário de 2016

loyola_brandao

Ignácio de Loyola Brandão é um paulista de 80 anos e tem uma vasta produção literária e no jornalismo brasileiro. Suas obras foram traduzidas por diversas línguas. Neste ano, ele recebeu o Prêmio Machado de Assis, principal prêmio literário brasileiro, oferecido pela Academia Brasileira de Letras (ABL) a escritores brasileiros, pelo conjunto de sua obra, desde 1941.

Será ele quem vai encerrar o Flin 2016, com um bate-papo com Nélida Piñon. Além disso, haverá um pocket show de Rita Gullo (filha de Ignácio de Loyola), chamado Solidão no Fundo da Agulha, espetáculo composto pelas memórias do escritor em momentos marcantes do escritor.

A programação completa pode ser vista por aqui.

RN matou 101 mulheres em 2016

Recentemente foi publicado dados no qual apontam que o Rio Grande do Norte é um dos estados mais perigosos para as mulheres, algo que já apontamos várias vezes no Brechando. O Observatório da Violência no Rio Grande do Norte (OBVIO) apontou que houve neste ano 101 asssassinatos de mulheres, porém 36 foram feminicídios.

O que é isso? Em 2015, o Governo Federal criou a Lei do Feminicídio, que alterou o Código Penal brasileiro ao tipificar esse crime. Na nova legislação, a violência doméstica e familiar e o menosprezo ou discriminação à condição de mulher são descritos como elementos de violência de gênero e integram o crime mencionado.

Isto quer dizer que 34,34% dos assassinatos vieram de preconceito de gênero ou violência doméstica.  Dos crimes registrados, nove foram em Natal, três em Mossoró e dois em Caicó, Ceará-Mirim, Jaçanã e São Gonçalo do Amarante. Houve um aumento de 25,9% em relação ao ano passado.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), as terras tupiniquins é o quinto país que mais mata mulher. Lembrar que o feminicídio é o assassinato de mulheres por parceiros amorosos. Já o femicídio é o assassinato de mulheres no geral. 

Além disso, os crimes de feminicídios foram detectados em Acari, Alto do Rodrigues, Areia Branca, Baraúna, Bom Jesus, Canguaretama, Jucurutu, Monte Alegre, Parnamirim, Patu, Pureza, Rafael Fernandes, Santa Cruz, São João do Sabugi, São José de Mipibu e São Rafael.

Em 13 dias, dezembro já registrou mais dois casos de mulheres mortas pelos companheiros:

Primeiro caso – 11 de dezembro

Uma jovem de 22 anos foi morta a facadas na manhã deste domingo na cidade de Acari, região Seridó do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Militar, Jéssica Amanda da Costa estava em casa quando foi atacada pelo ex-marido. O homem é procurado pela polícia. Na fuga, ele ainda teria roubado uma motocicleta.

Fonte: G1

Segundo caso – 12 de dezembro

Uma mulher de 19 anos foi morta a facadas pelo ex-marido enquanto amamentava o filho do casal, um bebê de seis meses. O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (12) em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Ana Lívia Sales morreu dentro da casa da ex-sogra. O ex-companheiro dela, Felipe Cunha Pinto, também de 19 anos, se entregou no Batalhão da Polícia Militar e confessou o crime.

Fonte: G1

Até o dia 30 de novembro foram 99 casos de mulheres mortas no RN. Além dos 11 assassinatos em agosto, mais duas mulheres em dezembro foram mortas pelos cônjuges em um curto intervalo de tempo. Então, somando tudo estamos com 101 mulheres vítimas de femicídio, que é o assassinato de mulheres no geral. 

Mesmo com uma queda de 2,9% do número de mulheres mortas em relação ao ano passado, o Rio Grande do Norte não tem muito o que comemorar.