Após votação, PlayNatal está na final do prêmio Brasil Criativo

Lembram do jogo PlayNatal? Ele vai participar da premiação do Brasil Criativo na próxima quinta-feira (15), em São Paulo, no Museu da Imagem e do Som (MIS). Ele é o único jogo do Nordeste que está na categoria GAMES. Agora, só falta saber se os desenvolvedores do jogo natalense serão os campeões.

Na internet, eles participaram de uma votação, concorrendo com seis jogos e os três mais votados iriam participar do dia da premiação em São Paulo. Os outros dois concorrentes são Antowrks e Librário.

Esta é a segunda edição do prêmio celebra a liberdade como aspecto essencial para o desenvolvimento de uma sociedade em que a criatividade é um direito.

A intenção da premiação é valorizar a criatividade do brasileiro. Eles querem descobrir melhores startups, patentes, pesquisas, jogos, artesanato, artes visuais, teatro, cinema, circo, matéria jornalística e tudo que esteja relacionado à criação.

A premiação que PlayNatal está participando é uma parceria do Governo de São Paulo com a 3M.

O game foi desenvolvido pela BTB Mobile e ele funciona da seguinte forma: É um jogo Turístico sobre a cidade de Natal e uma forma de conhecer as curiosidades da cidade de uma forma interativa e divertida. Tem que mover o turista para conhecer os pontos turísticos, pegar os cajus para acumular pontos e ter cuidado para não se atrapalhar com os obstáculos.

Ele ainda não está disponível para o público, mas funcionará apenas em dispositivos móveis. É o primeiro game voltado para turismo do Brasil, sendo Natal a cidade pioneira.

A intenção da premiação é valorizar a criatividade do brasileiro. Eles querem descobrir melhores startups, patentes, pesquisas, jogos, artesanato, artes visuais, teatro, cinema, circo, matéria jornalística e tudo que esteja relacionado à criação.

Comendo uma pizza pode ajudar natalenses a fazerem um filme

Está com vontade de apreciar uma pizza, aonde comer? Bem, o restaurante Curva do Vento, que fica no bairro de Ponta Negra, está fazendo uma ação para ajudar o cinema potiguar a continuar produzindo. Como? A cada pizza peperon consumida no restaurante ou por delivery, uma parte do valor será destino para o projeto Destino Coletivo.

A promoção termina dia 14 de dezembro.

Para quem não sabe, o Destino Coletivo é formado free-lancers do audiovisual e por integrantes de grupos e coletivos sediados na cidade do Natal/RN, como: Bololó Cia de Teatro, Clowns de Shakespeare, Caboré Audiovisual, SEM Cia de Teatro, Set Box, Elenco Mosh, Touché Produções, Grupo Carmim, Zoon e Grupo Estação. Esta é a maior reunião do audiovisual potiguar.

A intenção do grupo é produzir cinco filmes de curta-metragem de 10 minutos, sob um mesmo tema. Depois, eles vão juntar cada um e formar o primeiro longa-metragem produzido no Rio Grande do Norte.

Dos cinco filmes, três já foram gravados.

A meta é passar uma semana em cartaz em um cinema de Natal. O projeto também pretende circular por todas as mostras e festivais de cinema que se fizerem possíveis, dentro e fora do Brasil. Essa ambição pode sair da teoria para prática com a ajuda de colaboradores.

E aí, topa comer pizza?

Briga entre vizinhos faz escola ser proibida de treinar banda marcial

A Escola Estadual Nestor Lima fica na Rua São José, no bairro de Lagoa Seca. O local fica numa área comercial, mas ainda existem poucos prédios e casas que residem nas redondezas. Esses vizinhos foram atrás da Justiça de proibir a banda marcial de tocar na instituição de ensino, onde eles ensaiavam as suas músicas para eventos e competições existentes no Brasil.

Se eles desobedecerem, os diretores da escola e o maestro serão presos.

Então, insatisfeitos e com vontade de reverter a situação, os integrantes fizeram uma postagem no Facebook criticando a ação da Justiça. Tudo começou quando vizinhos ficaram insatisfeitos com os ensaios do grupo que fica na quadra da escola.

“Por ordem da justiça a banda foi proibida de ensaiar na quadra, que até então quando nós ensaiávamos, eram jogada pedras e até tentaram nos queimar. Hoje teve outra audiência com os diretores da escola e com o nosso regente, e a banda foi simplesmente proibida de tocar na escola em momento algum, e que se tocasse, seriam presos os responsáveis pela banda.”, afirmou a banda.

Outras bandas marciais e integrantes da escola estão mandando mensagens de apoio à Escola Estadual Nestor Lima.

O desabafo no Facebook está disponível a seguir:

Uma banda marcial é um grupo que geralmente apresentam-se ao ar livre e incorporam movimentos corporais à sua apresentação musical. Esses grupos geralmente utilizam duas classes de instrumentos musicais: os metais e a percussão.

Além dos desfiles tradicionais, muitas também apresentam em eventos especiais ou competições.

A Banda Marcial da Escola Nestor Lima é uma das mais atuantes no Rio Grande do Norte e já tocou em vários lugares de Natal, além de outras cidades do Rio Grande do Norte e de outros estados brasileiros. Veja o vídeo da atuação do grupo a seguir:

Até arriscaram em tocar Lady Gaga: