Desenhos dos pacientes do João Machado são expostos

Artistas Potiguares Cidades
Compartilhe:

O João Machado é o maior hospital psiquiátrico do Rio Grande do Norte. Foi inaugurado há 59 anos e abriga 140 pacientes que ficam internados entre 18 e 30 dias. O restante são de pessoas que moram no local foram abandonadas pelos familiares.

Na década de 60 e 70, muitos internos receberam aulas de desenhos durante o tratamento de praxiterapia. Essas atividades ficaram muito tempos esquecidas nos arquivos da unidade hospitalar até serem descobertos novamente por Pollyane Azevedo, estudante de Artes Visuais.

“Os livros estavam lá, amontoados no meio de um monte de materiais. Eu me encantei com os trabalhos, desde então venho estudando alguns desenhos de pacientes”, afirmou Azevedo.

 A jovem realizou uma análise dos trabalhos de oito pacientes.

Os desenhos serão expostos a partir desta segunda-feira (28) e ficarão até o dia 2 de dezembro na Galeria do Departamento de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Deart/UFRN). O nome da exposição se chama “Ouça” e visa apresentar ao público desenhos de pacientes produzidos  entre os anos de 1962 a 1977.

Os materiais que serão expostos e outros estão organizados em uma pasta de quatro volumes, contabilizando ao todo 534 trabalhos. O material em exposição é o resultado de uma pesquisa iniciada em 2015.

“Os desenhos dos pacientes falam, e para ouvi-los é preciso uma leitura visual mais apurada. Podem até desagradar, mas entram em contato com quem os olha. E tudo isso graças a algo simples e primordial: a arte de se comunicar”, afirmou.

Eles não são exatamente uma obra de arte, mas trazem diversos símbolos. Até o momento, o nome dos autores estão em sigilos e Pollyane não sabe se ainda estão vivos.

Suas formas, suas cores, seus personagens, tudo que neles se vê é resultado de uma experiência vivida e perfeitamente equilibrado dentro de seu universo artístico. Suas composições, ora harmoniosas ou desconexas, fazem parte da construção interior de seus criadores, de suas lembranças ou projeções de surtos delirantes.

Juntos, esses elementos compõe o código de acesso a um mundo novo e inventivo, de representações e imagens adaptadas ao modo particular de cada um, seu lugar de pertencimento e de sua identidade.

 Alguns desenhos podem ser conferidos a seguir:

SERVIÇO:

O QUÊ? Exposição OUÇA!

QUANDO? De 25 a 02 de dezembro

ONDE? Galeria do Departamento de Arte, UFRN

HORÁRIO? 09 as 12 e de 13 às 17hs. Maiores informações: 98808.7777 (zap) ou por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.