Relógio do Alecrim foi retirado do bairro

Essa foto foi feita pelo jornalista Bernardo Luiz enquanto caminhava pelo bairro do Alecrim, na Praça Gentil Ferreira, que fica no cruzamento das avenidas Amaro Barreto e Presidente Bandeira, praticamente a parte mais importante da região. O tradicional relógio foi retirado e, até o momento, não se sabe o motivo de sua retirada foi para fins de reformá-lo ou porque estava inutilizado.

De acordo com Luiz, o registro desta foto foi retirado na tarde do dia 5 de julho, enquanto estava andando próximo.

O relógio foi instalado na década de 60 pelo Rotary Club do Alecrim. O Rotary tinha como objetivo prestar um serviço a população, que na época não tinha condições de comprar um relógio. A gente já falou sobre este relógio nesta matéria.  O Jornal Diário de Natal, quando existia, realizou uma matéria apontando que o relógio do Alecrim é referência para 92% das pessoas que passam pelo local.

Em 2011, após 45 anos de uso, o Rotary Club do Alecrim trocou o relógio antigo por um novo, em comemoração ao centenário o bairro do Alecrim. O segundo relógio era um pouco maior do que o antigo.

A praça também ficou conhecida como “A Praça do Relógio” por conta do instrumento e se tornou um ponto de referência para aqueles que não são acostumados em andar no mais famoso bairro comercial de Natal. Na década de 80, foi palco para as manifestações políticas, como Diretas Já (lutava pelo direito de votar para um presidente da república), e comícios políticos.

Já o espaço público existiu um pouco antes, na década de 30 e foi uma homenagem ao prefeito Gentil Ferreira, pessoa quem a inaugurou. Existe um projeto de revitalização do bairro, que inclui a reforma da praça, porém a ideia só existe no papel.

Confira algumas imagens da praça em fotos antigas da capital potiguar:

12920323_1078047475549954_579684630362529937_n
Praça na década de 30/40, antes do relógio

Praça Gentil Ferreira na década de 70 com o relógio
Praça Gentil Ferreira na década de 70 com o relógio

Praça na década de 80
Praça na década de 80

Haverá um bazar em homenagem ao dia do Rock

O dia 13 de julho, comemora-se o Dia Mundial do Rock, mas as festas começarão bem antes. No próximo sábado (9), haverá mais uma edição do Bazar Café Salão, do Nalva Café Salão, que fica na Avenida Duque de Caxias, na Ribeira, onde venderão diversos acessórios inspirados naquele ritmo que não faz medo a ninguém.

Serão vinis (quero!), livros, DVDs, quadros, acessórios, camisetas, comidinhas e roupas vendidas a preço de brechó que gosto muito. Os parceiros que participarão do bazar são:

– Mais Uma Cereja (quadros)
– Creare Acessórios (acessórios masculinos e femininos)
– Caju Maria Atelier (bolsas e itens em tecido)
– César Medeiros (vinis, dvds, camisetas)
– Vestimenta (camiseteria)
– Mila Doces (docinhos)

O Bazar Café Salão foi criado inicialmente para vender uns desapegos das organizadoras, que aproveitaram e convidaram algumas marcas pra expor seus produtos no evento. A primeira edição contou ainda com discotecagem, workshop e música ao vivo.

A experiência fez tanto sucesso que as meninas resolveram continuar, trazendo de tempos em tempos calçados, acessórios, decoração, roupas, livros, música e novidades em geral, tudo produzido aqui na terrinha. 

Nesta edição haverá muito rock para escutar dentro do bairro roqueiro de Natal. Sim, a Ribeira é palco de muitas apresentações do estilo, principalmente na Rua Chile, onde fica o Centro Cultural Dosol.

Agora o evento está em sua terceira edição. Quer saber mais? Clica neste link.