30 30America/Bahia abril 30America/Bahia 2016 – Brechando

Bandas potiguares para se ouvir no Spotify

Esta é a segunda parte do texto que mostra artistas potiguares que estão dentro do aplicativo Spotify. No primeiro texto comentamos  que lá tem os três álbuns da banda Talma & Gadelha, o “Daqui Pra Lá” de Plutão Já Foi Planeta, Mahmed, Camarones e ainda os meninos do Far From Alaska. Sabia que o Far From Alaska já foi escutado por mais de 100 mil usuários? Sim e eles são os artistas potiguares que mais possuem seguidores e estão em torno de três playlist do programa.

O Far From Alaska é mais popular que Cavaleiros do Forró e Dorgival Dantas, artistas potiguares de Forró, estilo musical que é mais popular que o rock.

Ainda tem mais artistas vindos da terrinha e nós selecionamos sete deles, a partir de uma boa garimpada, que estão dentro do Spotify e pode escutar livremente, tanto os álbuns quanto os singles.  Tem rock, MPB, indie rock e dentre outros estilos. Alguns já são destaques no cenário alternativo do estado.

Spotify um serviço de música comercial em streaming, podcasts e vídeo comercial criado na Suécia, desenvolvido em 2006 e lançado dois anos depois. Promove conteúdo provido de restrição de gestão de direitos digitais de gravadoras e empresas de mídia. Além disso, existe as assinaturas pagas “Premium” removem anúncios, melhora a qualidade do áudio e permite aos usuários baixar músicas para ouvir offline.

A gente já falou um pouquinho do programa nesta matéria aqui.

Confira a lista a seguir:

Red Boots

image

Grupo é uma dupla de mossoroenses formada por Luan Rodrigues (guitarra/vocalista) e Gil Holanda (bateria). O som mistura stoner, grunge e outras vertentes do rock. Eles são figurinhas carimbadas em festivais de música que rodam por Natal e no interior do Rio Grande do Norte.

Facebook: https://www.facebook.com/theredbootsband

Luísa e os Alquimistas

image

Luísa & os Alquimistas é um projeto musical idealizado pela cantora, compositora e artista circense Luísa Guedes. a sonoridade da banda transita entre a cumbia, o dubstep,o ragga, o tecnobrega e o dub em beats eletrônicos mesclados a composições que passeiam por diferentes idiomas, como o português, o inglês, o espanhol e pitadas de francês.

Facebook: https://www.facebook.com/luisaeosalquimistas/.

Androide sem par

image

Entre São Paulo e Natal, o Androide Sem Par é um projeto musical do cantor e ator Juão NIN, no qual as músicas falam de romance, sofrimento e dentre outras coisas. Em 2013, eles lançaram o primeiro álbum, intitulado de “Grave”.  Em 2015, o grupo lançou um single chamado “Espiral”.

Facebook: https://www.facebook.com/AndroideSemPar/.

Valéria Oliveira
image

Uma das cantoras mais populares de Natal, ela largou a carreira de engenheira para ser cantora. Cresceu ouvindo cantores românticos e populares como Ângela Maria, Clara Nunes, Luiz Gonzaga, entre outros. Em sua adolescência, teve contato com a obra de Elis Regina, João Bosco, Edu Lobo, Chico Buarque, de bossa-novistas como o poeta Vinícius de Moraes, Toquinho, João Gilberto, Nara Leão e dos tropicalistas Gilberto Gil, Caetano, Maria Bethânia e Gal Costa. Ao todo, ela lançou oito discos.

Facebook: https://www.facebook.com/valeriaoliveira.mus.

Khrystal

image

Aos 17 anos,já cantava em bares da “Cidade do Sol”. Em 2004,começou uma pesquisa para um possível trabalho que resultou em show chamado “O côco do Brasil” que tinha no elenco Jubileu Filho e Cacá Veloso nos violões e Jailton Torres na percussão.Desse show foram extraídas as seis faixas da sua primeira demo — “Meia Dúzia ou Seis”(de 2005) que virou show/laboratório para um possível disco de carreira. Em 2007, Khrystal lançou seu primeiro CD chamado “Coisa de Preto”. Cinco anos depois, ela lançou “Dois Tempos”. Em 2014, ela participou do programa The Voice, no qual ganhou repercussão em outros estados brasileiros.

Facebook: https://www.facebook.com/cantorakhrystal.  

Kung Fu Johnny

image

Banda de Rock formada em fevereiro de 2012. É formado por Ian Medeiros (vocal/bateria), César Valença (guitarra) e Fausto Luiz (baixo). Eles tocam em vários lugares da cidade com as suas músicas autorais.

Facebook: https://www.facebook.com/KungFuJohnny/.

Fukai

image

Formado desde 2012, o grupo define seu estilo autoral como “Goodtrippingstonedgroovie rock’n’roll”. Eles misturam rock clássico, experimental, progressivo, pop, funksoul e psicodelias. Com letras cantadas em três idiomas (português, inglês e espanhol), a maior influência da banda é o cenário de música brasileira dos anos 70.

Facebook: https://www.facebook.com/FukaiBand/.

Talude
image

Formado por Vik Romero, Felipe Beniz, João Victor Lima e Jônatas Barbalho, eles trabalham com um som de shoegaze psicodélico e já estão fazendo shows em vários estados brasileiros. O som lembra um pouco de John Frusciante. Vale a pena ouvir!

Facebook: https://www.facebook.com/taludemusic.

Capitão América x Homem de Ferro: Brechando a Guerra Civil

Nesta semana estreou um dos filmes mais esperados de 2016: Capitão América: Guerra Civil. A sinopse trata de uma crise interna dentro dos Vingadores, no qual o Homem de Ferra apoia que eles sejam monitorados pela Organização das Nações Unidas e o Capitão América discorda do caso e começa um dos barracos mais famosos no mundo dos super heróis.

capitãoamérica (7 de 12)Acompanhamos a estreia do filme em um dos famosos shoppings da cidade, onde estava todo decorado com os heróis da Marvel.

Mas, o filme iria começar apenas a meia-noite. O que fazer? Foram disponibilizados Playstation 4, Wii U e emuladores para jogar os melhores games da Marvel.  Alguns espectadores já chegaram vestidos com camiseta de quem iria torcer nesta batalha e outros preferiam ficar em cima do muro.

Então, o Brechando acompanhou os fãs e realizou a seguinte pergunta: Quem você acha que ganhará a batalha? Assim como a questão política brasileira, as opiniões ficarem bem divididas e o bate-papo você confere a seguir.

-Estou torcendo pelo Homem de Ferro por simplesmente ser o Tony Stark. Gosto mais dele e ele é mais legal – disse a Thayane Lopes.

Já a amiga Katiane Noronha torce pelo Capitão América:

-Sou mais o Capitão América, porque depois que ele acompanhou todos os problemas que a Hydra causou e viu que realmente as informações poderiam ser distorcidas, portanto precisa de ter cautela para aceitar qualquer trato.

Mas Thayane retrucou:

– Acho desnecessária a briga toda do filme!

Katiane tem a réplica:

– Não é desnecessário, pois as situações culminaram para que a briga acontecesse.

Já o amigo das meninas, Rodrigo Fernandes concorda com Thayane:

– Prefiro o Homem de Ferro e ele está certo em pensar na supervisão dos super-heróis para não ter problemas maiores. Assim, toda vez que algum deles destruir toda a cidade, vai ter alguém vendo o que aconteceu.

O estudante de design, Tito Henrique, filosofou um pouco sobre quem venceria. “É só olhar o título do filme. Se o Homem de Ferro ganhasse mesmo a Guerra Civil, o título do filme não seria Capitão América: Guerra Civil”.

Teve gente que veio à estreia fantasiada de Thor, um dos membros dos Vingadores. A Gabriela Ferreira se vestiu como uma versão feminina do personagem. Quando perguntei qual “colega vingador” quer que vença, ela prontamente respondeu: “Ai meu Deus! Eu quero que o Homem de Ferro, porque acho a armadura mais bonita e ele é mais divertido”.

Thor torce pelo Homem de Ferro
Thor torce pelo Homem de Ferro

O professor Jefferson Paiva veio com o seu casaco do Iron Man e justifica a sua torcida: “Por toda a história do Homem de Ferro e ele tem condições e coragem de fazer as coisas para melhorar o mundo, sem se importar com as críticas”.

capitãoamérica (8 de 12)Apesar de saber que Homem de Ferro tem mais condições de vencer, o Lucas Matheus prefere ver o filme para saber quem está certo: “Pelo que li nos quadrinhos, se o filme for bastante fiel, o Capitão América vencerá”. Já Pablo Alves concorda que não deve regularizar os heróis, opinião do protagonista do filme.

“Nenhum ser pensante vai concordar com a argumento do Homem de Ferro, liberdade em primeiro lugar”, comentou. O  Vinicius D’Luca também concorda com a ideia de Pablo. “Apesar do Iron Man ter mais estrutura e ser melhor, a causa do Capitão América é melhor e torço por ele desde os quadrinhos”;

Arthur Medeiros, por sua vez, quer que o Homem de Ferro ganhe, por gostar do ator. “Eu gosto muito do Robert Downey Jr, ele faz um papel excelente e não consigo ver outro ator que interprete o Homem de Ferro”.

Afinal, quem venceu o filme? Assista Capitão América: Guerra Civil, que está disponível nos três cinemas de Natal.

Confira o álbum de fotos a seguir:

Este slideshow necessita de JavaScript.