O que são essas flores no portão aqui em Natal?

Muitos ficaram comovidos sobre o que aconteceu na França. Alguns colocaram a bandeira da França sobre sua foto principal do Facebook e outros fizeram charges ou escreveram textos pedindo condolência. Algumas pessoas resolveram fazer um outro tipo de homenagem.

Na segunda-feira (16), uma pessoa deixou um buquê de rosas e amarrou sobre o portão da sede da Aliança Francesa em Natal, que fica na Rua Potengi, no bairro de Petrópolis.

Além das flores, havia um bilhete com mensagem de apoio e condolência. A equipe colocou a foto desse acontecimento na sua página oficial do Facebook. “Gostaríamos de agradecer a todos os potiguares pelo apoio neste momento difícil, é muito importante para nós”, disse a postagem da organização Aliança Francesa.

12240095_1039773419368168_219404535563483936_n

Paris, na última sexta-feira (13), sofreu dois atentados terroristas simultaneamente. A primeira registrada aconteceu em um estado de futebol durante a partida entre França x Alemanha, quando uma bomba explodiu durante a partida. Em seguida, uma casa de shows, chamada Bataclan, onde acontecia o show do Eagles of Death Metal, também sofreu um atentado.

O Governo da França, todavia, declarou que houve 127 mortes. Todos os equipamentos da cidade estarão fechados: escolas, museus, bibliotecas, ginásios, mercados, clubes. O Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques.

Sobre a Aliança Francesa

É uma instituição sem fins lucrativos cujo objetivo é a promoção da língua e da cultura francesas fora da França. Para tanto, ela promove o ensino da língua francesa como língua estrangeira, expede diplomas específicos para atestar a competência e a proficiência linguísticas e promove eventos culturais diversos.

A rede da Aliança Francesa compreende centros na França para a recepção de estudantes estrangeiros e 1071 estabelecimentos, instalados em 133 países, nos quais estudam mais de 440000 pessoas.

Criada em 21 de julho de 1883 por um comitê de personalidades, a Alliance française de Paris tem apenas cerca de 5% de sua receita advinda de subvenções do governo francês, sendo o restante oriundo dos valores pagos pelos estudantes por conta dos cursos ministrados.

Não havendo, portanto, repasse de verbas, cada Aliança local deve buscar seus próprios meios para obter recursos suficientes para sua manutenção. Os centros locais da Aliança Francesa nascem geralmente por iniciativa de pessoas e instituições dos próprios países onde ela vem a se instalar, sendo regidas pela legislação local.

Quais são os becos mais famosos de Natal

Muitos comentam sobre os becos da cidade. Alguns têm fama por estar na zona periférica e sempre aparece nas páginas policiais por diversos motivos. Outros são conhecidos pela boêmia e pela parte cultural. Nós elencamos quais são os becos mais famosos de Natal. Confira:

Beco do Relexo

Alguns chamam de Relêxo, outros de Releixo ou tem gente que ainda nomeia como Relexo. O beco fica no bairro das Rocas, na zona Leste de Natal e é conhecido por ser uma zona onde rola muito tráfico de drogas. Toda vida que acontece algum roubo no Centro, Cidade Alta ou Ribeira, a polícia vai atrás do pessoal deste beco.  O local fica na Travessia Santo Antônio, próximo de uma das principais vias da cidade.

Beco da Lama

beco da lama
Foto: Rede Pindorama

O Beco da Lama é o que foge da temática dos becos apresentados nesta postagem. É uma área do centro de Natal onde estão localizados os bares (Bar de Nazaré e da Meladinha são os dois mais famosos) e os sebos mais antigos da cidade, conhecido pela boêmia natalense. O beco e adjacências se firmaram como marco da resistência cultural e artística do Centro da Cidade, com direito até a uma associação.

Beco da Vaca

beco da vaca

– Lara, meu tio mora aqui. Sabe qual nome desta rua? – perguntaram para mim quando trabalhava numa redação de jornal.

– Não!

– Este é o beco da vaca!

Beco da Vaca é como popularmente se chama a Travessa Miguel Castro. Também é conhecida pelo local pelas brigas de torcidas organizadas, tráfico de drogas e homicídios que estampam as páginas policiais de Natal.  Um dos casos mais recentes foi a morte de uma adolescente de 14 anos morta após briga de torcida, seu nome foi pichado em um dos muros do beco como uma forma de pedir justiça.

Por falar em picho, este também tem o nome do beco que é mais conhecido. Fica entre as avenidas Lima e Silva e Miguel Castro.

Beco da Cachorra

beco da cachorra

Um dos becos mais famosos do Alecrim se chama Cachorra, apesar de não ser o nome oficial e fica próximo da Avenida 6. O nome oficial é Rua São Francisco (apesar do Google Maps dizer que é Rua dos Pescadores). Entretanto, muitos utilizam o beco como ponto de referência para o maior bairro comercial da cidade. Várias vezes já ouvi de um comerciante esta seguinte frase:

– Minha loja fica na 6, perto do Beco da Cachorra!

O local é conhecido nas páginas policiais por conta dos assassinatos e pela quantidade de traficante de drogas. Apenas um picho em uma das extremidades do beco mostra onde fica o famoso beco do Alecrim.

Na época do Orkut, um grupo de moradores criou uma comunidade para falar dos acontecimentos legais da travessa, conforme está no arquivo da finada rede social.

Apreciando o Guaraná Jesus

Quem nunca bebeu Guaraná Jesus? Não sabe o que está perdendo e é uma pena que não vende em Natal. É um refrigerante de cor rosa e muito popular no estado do Maranhão. A primeira vez que experimentei esta delícia foi quando meu pai trouxe durante uma viagem à São Luís.

– Lara, minha filha, o que você quer de presente? Um CD daquelas suas bandas de rock?

– Guaraná Jesus.

– O quê?

– É um guaraná que vende lá no estado e tem uma cor rosa.

Guaraná delícia
Guaraná delícia

Na época, pai trouxe algumas latas e uma garrafa de 600 mililitros. Uma das latinhas levei para a escola e foi um sucesso, pois o povo fazia fila para experimentar. Resultado? Alguns gostaram e outros disseram que tinha gosto de xarope. Se remédio para minha faringite tivesse esse sabor, eu estaria tão feliz.

Depois, eu adquiria por conta de um amigo meu, o Felippe Jedi, que morou lá por anos. Toda vida que ele vinha para Natal, eu enchia o saco e dizia: “Traga meu Guaraná Jesus, pelas caridades”.

Durante uma festa entre os amigos, ele me trouxe e ficou impressionado porque estava bebendo de verdade.

– Eu achava que era só zoeira sua. Você gosta disso mesmo!

Algumas pessoas sabiam que eu gostava do refrigerante sempre que viajava ao Maranhão me trazia de presente. Recentemente, meu tio trouxe uma garrafa de 2 litros de Jesus. Alguns acham doce demais, porém eu adoro refrigerante desse porte. Sou uma das poucas pessoas que admite que gostava de Guaraná Brahma.

Ainda existe a versão Jesus Zero, criada em 2011, algo que precisarei experimentar.

Guaraná Jesus é um refrigerante cor de rosa com sabor adocicado, lembrando vagamente cravo e canela, devido a estes serem alegadamente dois de seus 17 ingredientes. A fórmula foi criada pelo farmacêutico Jesus Norberto Gomes (que era Ateu). O guaraná surgiu de uma tentativa frustrada de fabricar um remédio. Mas o novo xarope agradou muito os netos do farmacêutico, que faleceu em 1963.

image

A família Jesus manteve fábrica própria até o início da década de 1960, quando a fábrica foi vendida para a então Cervejaria Antárctica Paulista, sem a marca. Os representantes da família acusaram a fábrica de adulterar e boicotar a venda do produto, iniciando uma briga judicial. Após anos, o contrato foi rompido.

Na década de 1980, a marca de refrigerante Guaraná Jesus é vendida para a Companhia Maranhense de Refrigerantes e começa a engarrafar o produto. Hoje, o produto pertence a empresa Coca-Cola. Devido à campanha de 2008 para a nova identidade visual das embalagens, ganhou em primeiro lugar, na categoria melhor estratégia de marketing, o Prêmio Internacional de Excelência em Design.