Caicoense discursa durante o aniversário do Mais Médicos

Uma das coisas que viralizou na internet no início desta semana foi o discurso da estudante de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Durante a comemoração dos dois anos do Programa Mais Médicos, projeto do Governo Federal, realizada nesta terça-feira (4), no Palácio do Planalto, em Brasília. Emocionada, Ana Luíza Lima comentou a felicidade de cursar um curso na cidade onde vive, Caicó.

“No meio das reviravoltas que só a vida sabe fazer, deparei que o sonho é possível”, afirmou durante o seu discurso (Salta para os 42 minutos do vídeo).

A jovem apoia o processo de interiorização do curso para os interiores do estado e agradece que este programa lhe ajudou a cursar medicina. “No Brasil de hoje, a neta de agricultor do sertão do Nordeste ou qualquer região do interior do Brasil já pode sonhar em ser doutora”, afirmou a jovem em seu discurso. Além disso, o fim de discurso citou Ariano Suassuna, quando diz “o sonho é o que leva a gente para frente”.

Continue lendo “Caicoense discursa durante o aniversário do Mais Médicos”

Natal Corsários: O mais novo time de futebol americano da cidade

Natal Corsários foi criado em março deste ano e é o mais novo time de futebol americano da cidade. O esporte nos últimos cinco anos cresceu bastante na cidade e também estão surgindo novos times no interior do Rio Grande do Norte. Além do Corsários, existe o Bulls e tinha o Scorpions, que encerrou as suas atividades no ano passado.

Treinos acontecem duas vezes por semana (Fotos: Lara Paiva)
Treinos acontecem duas vezes por semana (Fotos: Lara Paiva)

De acordo com Alexandre Soares, um dos fundadores do time, o grupo começou quando resolvemos juntar um grupo de amigos para jogar uma pelada de futebol americano aos fins de semana.

“Queríamos novos desafios, ganhar mais conhecimentos, e então tivemos a ideia de montar uma equipe, daí surgiu o Natal Corsários”, afirmou Soares, que começou a praticar o esporte em 2010 e participou de diversos times.

O nome surgiu se refere ao período da invasão holandesa no Nordeste, quando registrou diversos saques e invasões na região.  “Os Corsários foram personagens dessa época, entendido como mercenários ou piratas “terceirizados pelos governos”, explicou.

Os treinos acontecem duas vezes por semana, na quarta e no sábado, sempre as tardes no campo de futebol de areia próximo da Praça da Árvore, no conjunto Mirassol, zona Sul.  O time joga uma variação chamada “flag football”, onde não há contato e pode ser praticado por pessoas de qualquer idade.

Um dos diferenciais do time é a participação das mulheres. O Corsários também tem a modalidade feminina. Antes na cidade tinha o Sereias Potiguares, que também fechou as portas. “Uma das propostas da equipe foi a criação de uma equipe feminina, mostrando que elas tem o seu lugar dentro do esporte. É a única equipe feminina do RN e uma das três do Nordeste, além do Maceió Harpias e Aracaju Alfa”, comentou.

Mulheres são bem-vindas  no Natal Corsários
Mulheres são bem-vindas no Natal Corsários

Uma das metas dos Corsários é jogar o Circuito Nacional do ano que vem. Para isso, eles estão focando nos treinamentos e em breve realizarão amistosos com os times do estado. Eles esperam jogar a SuperLiga Nordeste.

Para saber mais sobre o grupo acesse a fanpage deles.

Grafite: Urban art através dos muros

Aquelas pinturas conhecidas nas paredes da rua se chama Grafite, é uma inscrição de um desenho em muros, viadutos, pilares, etc. Antigamente, a manifestação artística estava relacionada com o vandalismo, hoje está inclusa no movimento de arte urbana. Em Natal, por exemplo, é visível ver alguns grafites nos muros das principais avenidas. Um dos cantos mais conhecidos pelos muros grafitados é o setor de aulas II da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Em Natal, um dos artistas que fazem esta arte é Pedro Ivo, de 28 anos, que trabalha com o grafite desde 2007. O artista plástico também trabalha com outras formas de manifestações artísticas, como quadros, tatuagens, muralismo, desenhos comerciais e dentre outros. Além de Natal, ele também já fez obras em outros lugares do Brasil, como um muro na Divinéia, região periférica de São Luís, capital do Maranhão.

Ao ser questionado se as pessoas estão valorizando cada vez mais o trabalho do grafite, ele prontamente respondeu: “No momento cabe ao artista se dar ao valor com qualidade, mas as pessoas se dividem quanto valorizar, algo que vem das ruas”.

Um dos grafites feitos por Pedro Ivo (Foto: Facebook)
Um dos grafites feitos por Pedro Ivo (Foto: Facebook)

Ele contou que uma das dificuldades em realizar o grafite é a falta de valorização vinda das autoridades públicas. Recentemente, ele, com a ajuda de alguns colegas, grafitou uma das paredes da Cidade da Criança, que foi reinaugurada em outubro do ano passado.”Só ganhamos geralmente 3 latas de ajuda”, comentou.

Na visão de Pedro Ivo, a sua arte expresso mostra o ser humano. Além do Grafite, ele também faz pinturas com o stencil, que consiste numa técnica usada para aplicar um desenho através da aplicação de tinta através do corte ou perfuração em papel ou acetato. Resultando em uma prancha com o preenchimento do desenho vazado por onde passará a tinta.

“Nunca saberei ao certo o tempo de se fazer uma arte”, comentou Pedro ao ser questionado o quanto tempo demora para grafitar um muro.

Logo abaixo tem alguns grafites (de diversos artistas) existentes em Natal: